Os 25 anos do Plano Real

Há 25 anos, quando foi criado o Plano Real, o Brasil saía da hiperinflação que assolou a economia nos anos 1980 e 1990 para uma estabilidade que foi fundamental para o crescimento do país. Em 1994, a inflação foi de 916% – famílias buscavam promoções para fugir das intermináveis remarcações de preços. No ano seguinte, com a implementação do real, a inflação ficou em 22%. Foi o start para que os brasileiros voltassem a consumir, sem sustos, apoiados por uma moeda estável. Antes do Plano Real, seis outros planos emergenciais foram criados, todos sem sucesso e que deixavam os brasileiros mais descrentes na recuperação econômica.

Um ponto importante destacado por economistas é que desta vez os brasileiros não foram surpreendidos como nas outras seis tentativas de se criar um novo plano econômico. O Plano Real foi planejado e o governo usou, e muito bem, a imprensa para divulgar as medidas que estavam sendo implantadas. O real é a segunda moeda mais duradoura desde o tempo da colonização do Brasil e a que mais tempo se manteve em circulação desde a década de 1940, quando se adotou o extinto cruzeiro.

Mas também há falhas no plano. Analistas e economistas afirmam que o legado não se estendeu ao crescimento sustentável. Desde a entrada em vigor das medidas o país alterna momentos de expansão com recessões profundas. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o ano de maior crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) entre 1996 e 2016 foi em 2010 (taxa de 7,5%). Cinco anos depois, a economia do país entrou em recessão, com queda de 3,5% do PIB. Com pontos positivos e negativos, o importante é que o Plano Real nos deu uma estabilidade econômica, pelo menos na moeda.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

As velhas práticas da política estão mais que condenadas. Não é apenas a legalidade que norteia uma decisão. […]

Editorial

Problema recorrente nas grandes cidades, mas nem sempre tratado da maneira como deveria ser, a população de rua […]

Editorial

É grande a expectativa pelos efeitos da reforma da Previdência na economia do país. Uma nova realidade, que […]

Editorial

O imbróglio que cerca a restauração da Catedral Metropolitana de Florianópolis reflete a dificuldade de preservação dos prédios […]