Os desafios da educação

A Secretaria de Estado da Educação planeja a retomada das aulas presenciais em todas as escolas da rede estadual somente no ano que vem. Porém, as estratégias para que todos possam se sentir seguros já estão sendo discutidas, envolvendo também profissionais da Saúde.

A preocupação é justa, pois depois de dois anos letivos em plena pandemia, com a adoção de aulas on-line e mistas, a retomada integral à escola será um desafio não só para os alunos, mas também para pais e professores.

Após este longo período de insegurança, dúvidas, muitas informações e outro tanto de desinformação, o poder público precisa traçar estratégias muito claras para que tanto as famílias como os profissionais envolvidos na educação se sintam seguros e possam passar esta tranquilidade para os alunos.

O avanço da vacinação e os números de casos de Covid-19 em queda acenam para um futuro promissor, mas o fato é que a pandemia ainda estará entre nós, mais controlada, é verdade, mas estará, pois assim que o ciclo de vacinação de toda a população “vacinável” se encerrar, incluindo aí os adolescentes, que também devem ser contemplados, uma nova discussão deve tomar conta de nossas vidas. A vacina contra a Covid será anual ou não? Em recente entrevista, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu a possibilidade de precisar repetir anualmente a vacinação.

Além de devolver o aluno ao ambiente escolar com segurança em relação às medidas sanitárias, o governo do Estado e os municípios têm outro desafio, que é ir atrás dos milhares de alunos que abandonaram os estudos durante a pandemia. Somente na rede estadual, o número é estimado em cerca de 6.000 – 1 mil deles já recuperados, mas 5.000 ainda resistentes ou não localizados.

E os desafios não param por aí. Depois da adoção de novos modelos de ensino de forma improvisada diante da pandemia, os gestores precisam abrir a mente e voltar sua atenção para a formação continuada dos profissionais.

Afinal, um dos pilares para a melhoria da educação pública brasileira está na formação permanente dos profissionais que atuam na área. O governo catarinense já avançou ao garantir internet e computadores para todos os professores, mas agora precisa orientá-los para o uso desta ferramenta.

+

Editoriais

Editorial

Dois acidentes com mortes num intervalo de apenas cinco horas, entre a noite de domingo e a madrugad ...