Os efeitos do vaivém do preço dos combustíveis

Após acumular nada menos que seis aumentos no preço da gasolina, desde o início do ano, a direção da Petrobras anunciou na sexta-feira a primeira queda do valor do combustível nas refinarias. A redução de R$ 0,14 por litro representa uma diminuição de 4,95%.

O anúncio vem em boa hora, já que o peso dos seguidos reajustes da gasolina e do diesel vem pressionando os índices de inflação. O IGPM, por exemplo, que regula a maior parte dos contratos de aluguéis, fechou fevereiro em 2,53% acumulado de 28,94% nos últimos 12 meses.

Num período em que a população vem sofrendo com os reflexos da pandemia do coronavírus, a aceleração do índice corrói ainda mais o seu poder aquisitivo. E força as autoridades econômicas a tomar providências para conter a escalada inflacionária.

A primeira delas foi anunciada pelo Copom (Comitê de Política Monetária), que elevou na quarta-feira (17), a taxa básica de juros, em 0,75%, elevando a Selic para 2,75% ao ano. A medida, por outro lado, prejudica a retomada da economia, ao encarecer o custo do dinheiro, que realimenta a inflação. No início deste mês, o presidente Jair Bolsonaro já havia criticado os reajustes da Petrobras.

De tão descontente, indicou o general Joaquim Silva e Luna para assumir o comando da estatal no lugar de Roberto Castello Branco. Com a troca, o presidente disse esperar que a Petrobras passe a funcionar com maior previsibilidade dos reajustes. Mais ainda, anunciou que os impostos federais sobre o diesel e o GLP (gás da cozinha) seriam zerados por 60 dias.

Mas, mal o governo federal colocou em prática a medida, o governo estadual foi na contramão, na última semana, e aumentou a base de cálculo do ICMS sobre a gasolina em R$ 0,08 por litro no preço ao consumidor.

A alta refletiu imediatamente no bolso do consumidor, que já paga valores próximos de R$ 5,50 o litro. Como se vê, está mais do que na hora de as autoridades puxarem para o mesmo lado. Enquanto isso não acontecer, a sociedade vai continuar pagando a conta.

+

Editoriais