Passagem festiva, mas pouco prática

Uma passagem muito mais festiva e política na manhã de ontem pelo município de Chapecó marcou a visita do presidente da República, Jair Bolsonaro, ao Estado.

Apesar de o foco da agenda ter sido conhecer o trabalho, considerado por ele elogiável, do prefeito do município, João Rodrigues, para reduzir os números alarmantes que colocaram a região Oeste no início do mês de março como o epicentro da pandemia em Santa Catarina, nenhum recurso foi anunciado.

Além, obviamente, de esperar anúncios de medidas e ações de controle da pandemia, a expectativa dos catarinenses gira também em torno de recursos para as estradas federais, que necessitam de obras de manutenção, recuperação e duplicação, caso da BR-280 no trecho que percorre Araquari até São Francisco do Sul, no Litoral Norte.

Apesar de citar que alocaria investimentos, o presidente não bateu o martelo nem falou em valores específicos e qual o direcionamento que teriam, o que soou mais a fala como uma promessa vazia.

Coincidentemente, no mesmo dia os deputados estaduais aprovaram projetos de lei autorizando o governo catarinense a repassar recursos do Estado para obras de responsabilidade do governo federal, no caso, as rodovias. Mas o que os catarinenses esperam mesmo é atenção à altura da confiança que depositaram em Bolsonaro nas urnas.

O momento também serviu para que a governadora interina, Daniela Reinehr, estreitasse mais os laços com o governo federal. Ela aproveitou a visita para ressaltar os pilares do combate à Covid-19 em Santa Catarina e frisou a necessidade de tratamento imediato, vacinação em massa, reforço na estrutura de saúde, logística e o acompanhamento pós-doença.

Com a epidemia ainda sem controle, o último tópico apontado pela governadora não tem ocupado muito espaço na agenda dos chefes dos Executivos, mas precisa ser pensado, porque as consequências e as sequelas físicas e emocionais da doença vão bem mais além e não terminam quando o paciente recebe alta hospitalar ou é sepultado.

Daniela aproveitou para elogiar a convergência de esforços no âmbito municipal, estadual e federal, que gerou resultados no combate da pandemia no município visitado. Enquanto se aguarda atenção, recursos e vacinas para todos, o aconselhável mesmo são as boas medidas de higiene e distanciamento.

+

Editoriais