Prefeitura na passarela

Utilizar a estrutura que dispõe, adaptar para oferecer um melhor serviço, facilitar o acesso das pessoas e ainda economizar dinheiro público. Esses são apenas alguns dos benefícios da decisão do prefeito Gean Loureiro de levar a prefeitura para a passarela Nego Quirido. Há muito a população pedia que aquele espaço fosse melhor utilizado e, aos poucos, o destino do local foi se desenhando, com a chegada das primeiras secretarias e agora com o gabinete do prefeito. A passarela é central, perto do Ticen e ainda tem espaço para estacionamento, além de conseguir acomodar a maior parte das estruturas de governo.

Não havia aluguel no prédio que o município ocupava e que pertence ao Estado, mas se não optasse pela passarela, certamente o município teria que dispor desse recurso e não há dúvida de que seria um valor alto, dado as condições do mercado de imóveis no Centro da cidade. Isso sem contar que são poucos os imóveis que poderiam abrigar a administração municipal e bem atender a população sem necessitar de grandes reformas. Na passarela, existe até a possibilidade de as linhas de ônibus circularem por dentro do complexo, facilitando a vida do florianopolitano.

Otimizar estruturas e recursos é o melhor caminho para qualquer gestão pública. A cidade precisa funcionar com o máximo de eficiência e o mínimo de recursos. Quando decide pela passarela, o prefeito também passa a ter mais à mão boa parte dos seus secretários, que também estarão alojados no mesmo local e não deve haver nenhum prejuízo para o carnaval. Com as adaptações, parte das estruturas ainda poderão ser utilizadas, sem prejuízo do funcionamento da estrutura. O exemplo deveria ser seguido por outros gestores públicos, que em alguns casos não tem nem a noção do patrimônio público disponível e em muitos casos ocioso.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

Reconhecido frequentemente em diversos prêmios ligados ao turismo, o Estado de Santa Catarina colhe os frutos de ser […]

Editorial

O incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, controlado pelos bombeiros depois de quase dois dias de […]

Editorial

O primeiro passo para a balneabilidade da baía Norte, no trecho de 3,5 quilômetros de extensão da avenida […]

Editorial

A população de Florianópolis convive mais uma vez com a ameaça de não poder contar com um serviço […]