Prevenção obrigatória

Ainda há resistência por parte de muitas pessoas, mas é perceptível que o uso de máscaras vem crescendo a cada dia. Em Florianópolis, assim como em muitos outros lugares do Brasil e do mundo, foi preciso um decreto municipal tornando a utilização do equipamento obrigatório. Em alguns municípios, a medida é vista com tal seriedade que são previstas sanções a quem não estiver usando a proteção.

Só assim para a população entender a importância das máscaras de tecido na prevenção do novo coronavírus. As cirúrgicas seguem recomendadas apenas para pessoas que apresentam sintomas da Covid-19 e para profissionais da saúde.

Estudos científicos mostram que, apesar das máscaras caseiras não serem tão eficientes quanto as cirúrgicas, elas surtem dois efeitos: diminuem a propagação de gotículas infecciosas no ar, que são espalhadas através da tosse, do espirro ou até mesmo da fala, e evitam que as pessoas toquem seus rostos.

Ao exalar o ar, a pessoa lança gotas respiratórias ou saliva a um metro e meio de distância. Ao tossir, elas vão a dois metros. Contudo, quando alguém espirra, arremessa as gotas a mais de oito metros de distância – muito além da zona de proteção prevista nos protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O uso da máscara não garante 100% que uma pessoa não vai ficar doente, mas pode assegurar uma proteção cinco vezes maior comparada ao não uso de nenhuma barreira. Além de proteger, as máscaras, mesmo as improvisadas, reduzem a transmissão do vírus. E não há como saber, sem os testes, quem tem ou não a Covid-19.

Apesar da importância, a máscara não é um substituto ao isolamento social. E nem é uma espécie de sinal verde para participar de aglomerações. As pessoas precisam utilizar a proteção cada vez que forem às ruas. Enquanto não houver uma vacina contra o vírus, é fundamental, além do isolamento social, usar máscaras e manter o distanciamento de outras pessoas em locais mais movimentados.

+

Editoriais

Editorial

O Grupo ND e a Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) deram a largada na sexta-feira (23 ...

Editorial

O Brasil está virando um país de golpistas e fraudadores. Durante a pandemia, o número de golpes e f ...