Prudência nas rodovias

Nesta época de Natal e Ano Novo aumenta bastante o movimento nas rodovias de Santa Catarina, um dos Estados que mais atraem turistas. Por isso, não custa lembrar sobre os cuidados necessários ao volante para evitar que o período de festas se transforme em pesadelo para as famílias. Além da imprudência de motoristas, a maior preocupação dos policiais rodoviários é a embriaguez ao volante.

Levantamento feito pela PRF, entre os dias 13 e 15 de dezembro, nas rodovias federais que passam pelo Estado, é alarmante: o número de motoristas flagrados embriagados foi 86,5% maior que na semana anterior. Além disso, 219 motoristas foram flagrados sem cinto de segurança e 98 foram multados por ultrapassagem em local proibido. O resultado disso não poderia ter sido outro: entre a manhã do dia 13 e a madrugada do dia 14, 11 pessoas morreram em acidentes.

Pelas características das estradas, o zelo dos motoristas deve ser redobrado nos trechos entre Biguaçu e Palhoça, Itajaí e Itapema e em Joinville, a partir de Garuva. No entanto, há outros pontos perigosos, como a Via Expressa que liga Florianópolis à BR-101, que é curta mas extremamente movimentada, a travessia entre Gaspar e Indaial, passando por Blumenau, pela sobrecarga de veículos de todos os portes, e a SC-401, que leva às praias do Norte da Ilha, hoje a rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina.

Em qualquer lugar ou circunstância, é essencial se manter em alerta. Não se pode culpar o estado das rodovias e o fluxo em alta – questões de difícil solução. O que importa, acima de tudo, é ter prudência e responsabilidade. Para quem beber e dirigir, os rigores da Lei Seca. E que as forças policiais
consigam, estrategicamente, fiscalizar os pontos de maior movimentação e punir quem ainda prefere arriscar a sua vida e a dos demais motoristas.

+

Editoriais