Recomposição do mínimo

As contas foram refeitas e o governo federal decidiu reajustar o salário mínimo de 2020 para R$ 1.045 – até ontem era de R$ 1.039. A inflação mais alta do que o previsto, puxada pela elevação do preço da carne, fez o governo federal rever o valor do salário mínimo que serve de referência para a remuneração de 49 milhões de brasileiros. O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) fechou o ano com uma alta superior, de 4,48% e, com isso, deixou o novo valor do mínimo abaixo da inflação.

Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%. O ministro Paulo Guedes destacou o espírito que o presidente Jair Bolsonaro defendeu, da “carta constitucional, que é a preservação do poder de compra do salário mínimo”. Mesmo com o impacto nas contas públicas de cerca de R$ 2,3 bilhões, a preocupação de Bolsonaro nesse momento é com a população que depende do salário mínimo.

A equipe econômica chefiada por Guedes tem afirmado que age com responsabilidade, olhando o efeito de cada medida sobre as contas púbicas do país. E tem o aval de Bolsonaro. Essa atitude deve ser elogiada e apoiada por isso, desde que o faça priorizando impor sacrifícios maiores a quem está no alto da pirâmide, onde há gorduras e um quadro mais propício, socialmente, para cortes eventuais. Ou seja, é preciso acabar com os privilégios.

Mais Opiniões Editoriais

Editorial

Depois de meses de muito trabalho e preparação, chegou a hora de o espetáculo tomar conta do Complexo […]

Editorial

O número de mortes violentas vem caindo em Santa Catarina nos últimos meses, os números divulgados pelo governo […]

Editorial

Estamos às vésperas do Carnaval e muitos brasileiros estão “concentrados” para a folia que toma conta do país. […]

Editorial

A operação que mobilizou quase 600 policiais civis de 12 Estados brasileiros, Santa Catarina entre eles, demonstra o […]

Editorial

O movimento da Fecam (Federação Catarinense de Municípios) para frear o edital de concessão do trecho Sul da […]

Editorial

A quarta-feira foi um dia histórico no Brasil. O Copom (Comitê de Política Monetária), do Banco Central, reduziu […]

Editorial

Referência para o Brasil em oferta de serviços de atenção primária na área da saúde, Florianópolis já consolidou […]

Editorial

Paralisado nos últimos anos pela recessão econômica que travou o país, o setor da construção civil ganhou novo […]