Reforma: em benefício da maioria

O Grupo ND está lançando hoje uma campanha em favor da reforma da Previdência de Santa Catarina, um passo importante para o equilíbrio fiscal das contas públicas.

Hoje grande parte da arrecadação de impostos dos catarinenses é usada para garantir a aposentadoria dos servidores. E a cada ano cresce este déficit. O setor público tem mais servidores aposentados e pensionistas do que trabalhadores na ativa. É uma conta que não fecha.

A reforma é necessária, porém, é um remédio amargo. A reforma muda a relação do Estado com mais de 70 mil servidores e estanca o déficit estimado de R$ 5 bilhões este ano. Para cobrir os gastos com o funcionalismo o governo estadual tem de aportar, todos os meses, R$ 416 milhões. É preciso estancar esta sangria.

A reforma protege a aposentadoria dos servidores garantindo o pagamento dos benefícios no longo prazo. Sem a reforma, o sistema previdenciário estadual corre o risco de quebrar. É hora de Santa Catarina fazer a sua parte, a exemplo de outros 17 Estados que já promoveram mudanças previdenciárias. Não podemos esperar mais.

Agora é a hora dos deputados estaduais trabalharem pelo futuro do nosso Estado. Nossos deputados precisam encarar esta realidade: sem reforma vai faltar dinheiro para a saúde, educação, segurança e infraestrutura. É importante discutir e aprovar esta reforma em benefício da maioria dos catarinenses.

Não é hora de buscar benefícios ou manter privilégios. Há uma demanda reprimida por obras básicas para a população que poderiam ser executadas com os recursos desembolsados para custear a Previdência. Ao final, todos nós que pagamos impostos estamos contribuindo para manter um sistema que há anos é deficitário.

Nós, do Grupo ND, apoiamos a reforma da Previdência publicamente porque confiamos no futuro de Santa Catarina, um Estado de excelência e que serve de exemplo para outras unidades da federação. Fomos o primeiro grupo de comunicação a apoiar a reforma em nível federal, que estabeleceu novas regras para trabalhadores do setor privado e servidores públicos federais.

Agora, novamente estamos apoiando a iniciativa do governo de Carlos Moisés que encaminhou a reforma para a Assembleia Legislativa. O Grupo ND está investindo cerca de R$ 500 mil para esclarecer a opinião pública sobre tema tão relevante.

Os recursos estão sendo usados na produção e veiculação de anúncios para TV e jornal, além de ampla campanha nas plataformas digitais. É a nossa contribuição como veículo de comunicação, que tem a missão de informar e formar opinião. Para nós, a reforma não significa apenas zerar o déficit e equalizar as contas públicas, mas também fator de desenvolvimento social e econômico.

+

Editoriais