Um futuro saudável

O jornal ND veiculou, nas edições do fim de semana e de hoje, duas reportagens sobre as novas promessas do esporte catarinense, que já se destacam em suas modalidades nas quadras, pistas, praias e gramados, e sonham com um futuro de grandes conquistas.

Atletas de ponta que levaram o nome de Santa Catarina aos quatro cantos do mundo, como Guga, Fernando Scherer, Filipe Luís, Rodrigo Nascimento e Teco Padaratz, são inspiração para essas crianças e jovens.

Praticar um esporte, além de contribuir com a saúde do corpo e da mente, proporciona momentos de lazer e amizade, une pessoas, famílias e cidades.

É fato que os municípios que investem em esporte, principalmente o de base, com foco nos jovens, alcançam índices de desenvolvimento humano muito maior do que aquelas que resistem ao investimento. É fácil de entender: o esporte fortalece o caráter e a sociabilidade.

Enquanto essas novas promessas estão jogando futebol ou tênis, patinando ou surfando, a cabeça está longe dos vícios, das drogas, dos celulares e em busca de um futuro saudável. O esporte faz crescer o instinto de competição amigável. É uma escola ao ar livre, com regras e respeito.

Mas para que isso aconteça, é essencial que Estado e municípios disponham e ofereçam infraestrutura para o desenvolvimento de algumas modalidades esportivas, geralmente nas escolas, para dar vazão aos talentos naturais.

Sem essa infraestrutura mínima, fica muito difícil tanto revelar esses talentos quanto manter os jovens interessados na prática esportiva. Isso penaliza os jovens talentos que querem dedicar a vida ao esporte e não conseguem, devido à má-gestão pública.

Para o presidente da Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte), Kelvin Soares, Santa Catarina tem o maior celeiro esportivo do país, é formador de talentos.

Competições como os Jogos Abertos e a Olesc são incentivadores para a criação de projetos referência para outros Estados. Não se pode perder isso de vista, é necessário que o poder público invista cada vez mais no esporte. Esporte é vida.

+

Editoriais

Editorial

O Grupo ND e a Fiesc (Federação das Indústrias de Santa Catarina) deram a largada na sexta-feira (23 ...

Editorial

O Brasil está virando um país de golpistas e fraudadores. Durante a pandemia, o número de golpes e f ...