Mundo Maria

Entretenimento, lifestyle, arte e tudo que move o mundo dos influenciadores nas redes sociais.


Da tela de pintura para a pele: maquiagem em forma de arte

No mundo da beauté, uma tendência que vem com tudo é a maquiagem como forma de arte e o rosto como uma tela em branco

Cada vez mais vemos nas redes sociais e editoriais de moda maquiagens que exploram técnicas e conceitos extremos e inovadores.

Em uma entrevista muito colorida e cheia de pincéis de maquiagem a nossa volta, a maquiadora profissional Carol Barragana, com quase 10 anos de carreira artística e apenas pouco mais de um ano em maquiagem, vai nos contar um pouco desse novo nicho de beauté que busca muito mais do que o refinamento da beleza.

A entrevistada que vai nos contar tudo sobre a maquiagem artísticaMaquiadora profissional Carol Barragana fala sobre a nova tendência de maquiagem como forma de arte – Foto: Reprodução/ Acervo Carol Barragana; Fotográfo Jorge Daux/ ND

Quem disse que você tem que se limitar ao olho de gatinho e ao batom da cor da moda?

Carol, primeiro quero saber um pouco sobre você e como sua carreira se encaminhou para essa área um tanto controversa, que não se limita às maquiagens convencionais que vemos por aí.

“Desde criança eu sinto a necessidade de expressar meus sentimentos através do desenho. Durante um período morando na Europa, esse amor pela arte aflorou e assim que voltei para o Brasil, comecei a trabalhar como ilustradora e me formei em moda”, conta.

“Mas não foi na moda que encontrei minha paixão. Precisava de um meio mais abstrato e conceitual. Comecei a explorar diversas técnicas e ferramentas de arte e me tornei artista visual. Trabalhei por anos com pintura, ilustração digital e até xilogravura (arte e técnica de fazer gravuras em relevo sobre madeira). Durante esse período conheci diversos artistas de áreas diferentes, produzi trabalhos que me orgulho muito, mas ainda me mantive inquieta e buscando algo a mais.”

Carol, que se auto maquiou para demonstrar a maquiagem como forma de pintura. – Reprodução/ Acervo Carol Barraganha/ NDCarol, que se auto maquiou para demonstrar a maquiagem como forma de pintura. – Reprodução/ Acervo Carol Barraganha/ ND

Mesmo com o começo da pandemia, essa inquietude não cessou para a maquiadora artística. Com o isolamento, ela acabou interagindo muito mais nas redes sociais e foi o meio que ela encontrou de continuar também em contato com a arte.

Através do Instagram, conheceu artistas de maquiagem que utilizavam técnicas de pintura, desenho e escultura para criar arte em forma de selfies. Esses artistas eram suas próprias telas de pintura.

Ela sentiu a necessidade de entrar nesse mundo que, após mais de um ano, se tornou parte da vida dela. E agora é o que a atrai como referência diferencial no meio da maquiagem profissional.

Interesse na maquiagem

Se maquiar sempre fez parte da vida adulta de Carol. Como a maioria das mulheres, ela via nas revistas e nos filmes como a maquiagem pode ressaltar os traços mais bonitos e amenizar certas características que deixam as mulheres inseguras.

A maquiagem, segundo Carol, nos permite parecer mais profissionais no ambiente de trabalho mas também pode fazer com que nos sintamos mais sexys num evento social.

Como você acha que a arte e a maquiagem se uniram para criar esse momento super criativo e revolucionário?

“Nos últimos anos, os influenciadores de beleza cresceram e se tornaram convencionais. Os segredos, produtos e técnicas da maquiagem profissional estão sendo ensinados com profundidade em tutoriais no Youtube e no Instagram”, afirma.

“Cada vez mais pessoas leigas tiveram acesso a esse conteúdo para aprender a executar uma maquiagem social seguindo o passo a passo de um profissional da área. Porém, quanto mais saturado o mercado ficou para esses influenciadores e quanto menos dicas ou “truques” novos existem para serem compartilhados, surgiu a necessidade de buscar um nível mais alto, técnicas diferenciadas, mais complexas e até mais conceituais”.

“Todas as barreiras e limites foram sendo quebrados, inclusive nas questões de gênero. Maquiagem já é normalizada para homens e mulheres, independente de sexualidade. Foi daí que surgiu o “boom” da nova maquiagem artística. Se todos já sabemos nos maquiar da forma “correta”, o que nos resta é explorar esses conhecimentos e tornar a maquiagem algo mais individual, que reflete a personalidade única de cada pessoa ou marca que escolhe se utilizar dessas ferramentas.”

Homem maquiado por Carol, não existe gênero para maquiagem.- Reprodução/ Acervo Carol Barraganha; Foto por Marcela K /NDHomem maquiado por Carol, não existe gênero para maquiagem.- Reprodução/ Acervo Carol Barraganha; Foto por Marcela K /ND

O trabalho da Carol, sempre falou mais do interessante, do estranho e do diferente e menos do correto, do simétrico ou da “beleza” vazia. Foi aí que como artista e amante de maquiagem, ela viu a oportunidade de se inserir nesse mercado e decidiu unir esses dois mundos que já faziam parte da vida dela e do seu dia a dia.

Você começou sua carreira durante a pandemia. Qual caminho você pretende seguir assim que o mundo voltar ao normal, sem limitações de socialização?

“Atualmente eu trabalho com muitos editoriais e lookbooks de moda, não só focado em make artística. Ainda é um desafio criar uma pele perfeita numa modelo, exige muito conhecimento não só de maquiagem mas de fotografia, vídeo e iluminação. O maquiador tem que estar a par de tudo para fazer as melhores escolhas de técnica e material. Mas espero que com o retorno de eventos e festas, eu possa trabalhar com mais clientes ‘reais'”.

“Meu sonho é maquiar mulheres na terceira idade, com foco no artístico. Quebrar mais essa barreira e taboo de maquiagem para peles maduras. Todas as idades merecem ser celebradas e sinto falta de mulheres de mais idade em editoriais e trabalhos de vanguarda.”

Make up com traços e produção artística com antúrio – Reprodução/ Acervo Carol Barraganha; Foto por Marcela K /NDMake up com traços e produção artística com antúrio – Reprodução/ Acervo Carol Barraganha; Foto por Marcela K /ND

Que dicas você pode dar para quem ainda não ousa muito, mas quer começar a expandir o repertório de make?

Maquiagem feita por Carol com glitter e uso de cristais.- Reprodução/ Acervo Carol Barraganha; Foto por Leonardo Cunha/NDMaquiagem feita por Carol com glitter e uso de cristais.- Reprodução/ Acervo Carol Barraganha; Foto por Leonardo Cunha/ND

“Aproveite esse período de isolamento para treinar técnicas novas e descobrir o que fica legal em você e te torna única! O delineado gráfico está em alta e é uma boa introdução para maquiagem mais artística: brinque com as linhas como quiser! Pode até fazer um olho diferente do outro, a assimetria cria um efeito muito divertido e interessante”.

“As máscaras de cílios coloridas e a aplicação de cristais ou glitter nas pálpebras é legal para quem curte brilho e cores ou sente que não tem tanta prática com o delineador. Para os mais discretos, escolha tons de blush, sombra ou iluminadores diferentes, que você acha lindo mas nunca teve coragem de usar. O mais importante é ter esse momento de auto conhecimento e exercitar a criatividade do jeito que você quiser, do jeito que te define. Você é sua própria obra de arte.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...