Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.


Acelera, Rubinho!

O Instituto Barrichello, que sua família comanda em São Paulo, obteve autorização da Secretaria Especial de Esporte do Governo federal e vai captar R$ 8,09 milhões via Lei de Incentivo para custear programas sociais

Duas vezes vice-campeão da Fórmula-1, o piloto Rubens Barrichello encontrou um tapete de pista em Brasília, acelera na arrecadação e tem erguido troféus milionários em seu escritório. O Instituto Barrichello, que sua família comanda em São Paulo, obteve autorização da Secretaria Especial de Esporte do Governo federal e vai captar R$ 8,09 milhões via Lei de Incentivo para custear programas sociais. Entre outros projetos, o Esporte e Cidadania em Ação, por exemplo, “espaço de desenvolvimento saudável de crianças, por meio de um letramento esportivo” (segundo seu site), tem aval para arrecadar R$ 3.704.901,16 para duas unidades. E o Projeto Viver Melhor (atividades físicas para idosos) poderá receber R$ 1.904.028,71.

Ah, professor…

O Governo do DF liberou, sob controle sanitário, bares, restaurantes, eventos e, o mais importante escolas para a garotada. Adivinha quem não quer voltar a trabalhar este ano?

Aluno que se vire

Há um lobby na rede pública do Sinpro-DF, o sindicato dos professores – pagando campanha na TV Globo – para volta às aulas em março de 2022. Com salários em dia, claro.

Protocolos…

Representantes do Ministério da Saúde e do Conselho Federal de Medicina (CFM) terão que apresentar explicações à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados a respeito das orientações da entidade sobre os protocolos de tratamento para o Covid-19.

…suspeitos

Autor do pedido de audiência, que será realizada amanhã, o deputado Jorge Solla (PT-BA) quer esclarecimentos se, de fato, as orientações do CFM teriam servido de fundamento técnico para a adoção do chamado “tratamento precoce” como uma política pública no enfrentamento à pandemia do Covid-19.

Verba perdida

A comissão também investiga o uso de recursos públicos para a adoção de tratamentos que, segundo o deputado baiano, são ineficazes.

Recado

Porta-vozes das bancadas na Câmara, líderes de partidos avisaram ao presidente Jair Bolsonaro e ao Chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (Progressistas-PI), que a demora na liberação de emendas compromete a aprovação de matérias de interesse do Planalto.

Efeito do recado

A cobrança se acentuou, em meio à tentativa de votação da PEC dos Precatórios. Conforme o Portal da Transparência, o valor de emendas empenhadas supera os R$ 21 bilhões, mas o que foi liberado soma pouco mais de R$ 11 bi. A proposta é prioridade número um do Planalto para viabilizar o pagamento do Auxílio Brasil.

Grita do Itamaraty

Depois de provocar a ira do Planalto e do Judiciário por segurar a sabatina de André Mendonça para o STF, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), agora é alvo de indignação de diplomatas.

Boton diplomático

Com apoio, Alcolumbre protocolou a PEC n° 34 que abre brecha para que deputados ou senadores ocupem embaixadas no exterior sem perder o mandato. Essa proposta beneficia, também, uma demanda recente: Bolsonaro prometeu ao ex-senador e ex-prefeito do Rio Marcelo Crivella nomeá-lo para a Embaixada na África do Sul.

Na mira

Um enrolado com a Justiça e a PF, investigado por lavar dinheiro de facção criminosa, procura com seu advogado um consultor de imagem para se defender das denúncias. Até aí, ok. Mas colocaram no pacote a difamação deste repórter, com mentiras. Estamos de olho. E a polícia também.

Loading...