Câmara dos Deputados rejeita PEC do voto impresso

Plenário avaliou proposta da deputada Bia Kicis (PSL-DF) que estabelece o voto impresso; PEC precisava de 308 deputados favoráveis

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou, nesta terça-feira (10), a PEC (Proposta de Emenda à Constituição). No total, foram 229 favoráveis e 218 contrários. No entanto, eram necessários 308 votos positivos para que fosse aprovado. Como resultado, o texto será arquivado.

PEC do voto impresso foi arquivada por não atingir mínimo de votos favoráveis – Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados/NDPEC do voto impresso foi arquivada por não atingir mínimo de votos favoráveis – Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados/ND

O projeto é de autoria da deputada Bia Kicis (PSL-DF), aliada do presidente Jair Bolsonaro.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), agradeceu aos deputados pelo comportamento.

“A democracia do Plenário desta Casa deu uma resposta a este assunto e, na Câmara, espero que este assunto esteja definitivamente enterrado”, afirma.

A iniciativa foi rejeitada na última semana pela comissão especial da Casa, por 23 votos contrários e 11 favoráveis. Entretanto, o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), decidiu pautá-la para o plenário mesmo assim. A ação é prevista no regimento interno.

Veja como foi:

Siga em tempo real

+

Política Brasileira

Loading...