Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Arthur Lira derrota Maia, esquerdas e setores da mídia de forma acachapante

Deputado progressista obteve mais do que o dobro de Baleia Rossi, do MDB

Fato politico deste inicio de fevereiro registrou-se em Brasilia com repercussão na bancada catarinense com a eleição das mesas da Câmara Federal e Senado da República.
A vitória do senador Rodrigo Pacheco, novo presidente do Senado, já era esperada. Ela fortalece o projeto do senador Jorginho Melo de ser candidato ao governo de SC no próximo ano. Dos três catarinenses ele foi o único que abraçou a candidatura de Pacheco.
Já a surpreendente goleada do deputado Arthur Lira, novo presidente da Câmara Federal, dá forças ao grupo bolsonarista no Estado. Tanto que o deputado Daniel Freitas, do PSL, foi o que mais comemorou o resultado.
Lira obteve 302 votos, sendo eleito no primeiro turno.
Baleia Rossi, do MDB, conquistou apenas 145 votos – menos da metade, apoiado por 11 partidos, do PT, do PSDB ao PCdoB, numa estranha salada ideológica.
Artur Lira aplicou uma derrota acachapante no MDB e nos partidos de esquerda e ao ex-presidente Rodrigo Maia.
O estilo camaleônico de Maia, fazendo jogo duplo, teve resposta contundente da maioria dos deputados federais, que ouviram a voz das ruas e as críticas diárias contra o ex-presidente da Câmara e seu projeto suicida.
Maia engavetou o projeto que prevê a prisão em segunda instancia, ignorou várias Medidas Provisórias de interesse público, torpedeou vários projetos inovadores do Executivo, partiu para ofensivas desastrosas contra o ministro da Fazenda, Paulo Guedes, a principal âncora do governo.
Derrotados, também, de forma arrasadora, foram conhecidos setores da mídia, que abraçaram a candidatura de Baleia Rossi para derrotar o governo.
A derrota de Baleia Rossi fragiliza também o MDB de SC.