Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Articulações políticas sinalizam que campanha de 2022 começou em SC

Pré-candidatos ao governo circulam pelo Estado

Novos movimentos dentro e fora dos partidos políticos estão a indicar inicio da caminhada de candidatos ao governo para as eleições de 2022.
O MDB continuará esta semana com os encontros regionais que para mobilizar as bases sobre as prévias para escolha dos candidatos. A consulta será no dia 15 de agosto com três nomes na disputa: senador Dário Berger, prefeito Antidio Lunelli e deputado Celso Maldaner.
No fim de semana, o MDB do Alto Vale definiu a dobradinha para a eleição proporcional. O deputado estadual Jerry Comper, que ocupa o espaço do falecido deputado Aldo Schneider, fará campanha com o jornalista Rafael Pezenti, assessor de Peninha, que vai concorrer pela primeira vez a Câmara Federal.
O ex-prefeito Napoleão Bernardes é o nome do PSD. Está viajando pelo interior em contatos com as lideranças municipais. Pela mesma legenda, o ex-governador Raimundo Colombo também circula por Santa Catarina. Pelas informações, postularia o senado ou uma proporcional.
Nome considerado forte nesta pré- campanha é do senador Jorginho Melo, presidente do PL. Tem o apoio total do presidente Bolsonaro, vem se destacando no Senado com projetos de impacto durante a pandemia e continua articulando novas adesões para fortalecer o PL no Estado.
Outra candidatura que está no páreo é do prefeito Gean Loureiro, do DEM. Ele está focado na vacinação e na gestão, mas o comando nacional não abre mão de sua candidatura ao governo estadual.
O Progressista só fala no prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, na hipótese de o senador Esperidião Amin não entrar no jogo.
Pelo PSDB, o nome que mais circula e articula é do ex-deputado Gelson Merísio, que teve atuação forte nos bastidores durante a interinidade de Daniela Reihner. E o PT aposta fichas em Décio Lima.
O desinteresse popular, contudo, continua grande no Estado.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.