Bolsonaro lamenta morte de Bruno Covas; veja repercussão

Prefeito de São Paulo morreu neste domingo (16), aos 41 anos; prefeitos e governador de Santa Catarina e outras lideranças se manifestaram

A morte de Bruno Covas, prefeito de São Paulo, neste domingo (16) gerou comoção de vários políticos e autoridades brasileiras. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais para lamentar o falecimento de Covas.

Bruno Covas morreu neste domingo (16) após dois anos de luta contra um câncer – Foto: Reprodução/InstagramBruno Covas morreu neste domingo (16) após dois anos de luta contra um câncer – Foto: Reprodução/Instagram

“Nossa solidariedade aos familiares e amigos do Bruno Covas, que faleceu hoje após uma longa batalha contra o câncer. Que Deus conforte o coração de todos!”, escreveu.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), um dos principais aliados de Covas, também lamentou a morte de Covas. “São Paulo terá sempre muito orgulho desse filho querido”, afirmou Doria, por meio de nota.

O presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco, divulgou nota em que lamentou a morte de Covas e o chamou de “um dos maiores quadros da nossa geração, representante dos ideais da social democracia”, relembrando sua “carreira vitoriosa, tristemente interrompida hoje”.

“Em nome do Congresso Nacional, expresso os meus profundos sentimentos de pesar ao seu filho, à sua família e à população de São Paulo”, escreveu o senador, que ingressou com o tucano em 2015 na Câmara dos Deputados.

O ministro Luiz Fux, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) e do Conselho Nacional de Justiça, manifestou-se dizendo que Covas “partiu ainda muito jovem, mas deixou valiosas lições de perseverança e esperança a todos nós. Deu grande exemplo de dedicação à vida pública. Toda a minha solidariedade à família, ao filho e aos amigos”.

Em nota oficial, a bancada do PSDB na Câmara disse que o “PSDB perde um grande companheiro, o povo paulistano e o Brasil perdem um dos maiores líderes da sua geração. Mas seus familiares e especialmente  seu filho Tomás perdem muito mais: um pai amoroso, sempre presente e um ente insubstituível. A eles e aos amigos registramos nossa solidariedade e carinho”.

Veja algumas homenagens

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, lamentou a morte de Covas.

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, também manifestou seus sentimentos.

Carlos Moisés, governador de Santa Catarina, considerou a luta de Bruno Covas contra o câncer “inspiradora”.

Veja a manifestação de outras lideranças políticas brasileiras:

*Com informações do R7

+

Política Brasileira

Loading...