Bolsonaro pede que Ernesto Araújo não comente medidas adotadas por Biden

Novo presidente dos Estados Unidos abandonou uma série de ações apresentadas ainda na gestão Trump que tinham o apoio do governo brasileiro

Nesta quinta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro orientou, em live nas suas redes sociais, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, a não comentar medidas adotadas pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a fim de não “interferir” na política externa.

bolsonaro em liveA live aconteceu n esta quinta-feira (21) – Foto: Redes Sociais/Reprodução

Durante a transmissão, o chanceler foi questionado sobre o retorno do país norte-americano à OMS (Organização Mundial da Saúde) e o rompimento com a aliança mundial contra o aborto. Bolsonaro no entanto, interferiu e pediu a Araújo em voz baixa: “Não é caso de entrar em política externa de outros países, né? Fala alguma coisa sem interferir”.

Após a orientação de Bolsonaro, o chanceler respondeu que a relação do Brasil com os Estados Unidos “tem tudo para ser boa”.

“Temos muita coisa em comum, temos interesse na segurança, em promover a democracia aqui na América do Sul, por exemplo, interesse econômico evidente, continuar vários acordos, interesses do empresariado brasileiro e americano, trabalhar juntos no meio ambiente, por que não?”, ponderou o ministro.

Medidas de Biden

O 46º presidente dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden assinou medidas, logo após a posse, nas áreas de saúde e prevenção ao coronavírus, meio ambiente, economia e equidade racial.

Além disso, o presidente determinou o retorno dos Estados Unidos à OMS e ao Acordo de Paris, tratado mundial que busca reduzir o aquecimento global.

+

Política Brasileira

Loading...