Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.


Bolsonaro prepara viagem aos Estados Unidos e Guatemala

Ainda reticente, presidente pode ter que se vacinar para abrir Assembleia da ONU em NY

O staff do Palácio do Planalto prepara o roteiro de duas viagens internacionais para o presidente Jair Bolsonaro, e ele deve se vacinar nos próximos dias.

O presidente decidiu discursar na abertura da Assembleia da ONU em Nova York dia 21 de setembro. Dias depois, na volta para o Brasil , deve fazer uma parada na Guatemala para visita oficial, com agenda e assuntos ainda indefinidos.

Negacionista notório sobre os efeitos da vacina desde o início da pandemia do coronavírus, Bolsonaro deve se imunizar com a dose da Pfizer (sua preferência) ou da Janssen, ambas aceitas nos Estados Unidos.

A saúde do presidente e sua imunidade continuam um mistério após ele se tratar contra o Covid recentemente. Num grupo de Whatsapp de moradores do Lago Sul em Brasília, em mensagens às quais a Coluna teve acesso , uma conhecida empresária do ramo de saúde da capital confidenciou a vizinhas que Bolsonaro havia se imunizado com a vacina da Astrazeneca. (A Coluna não vai publicar a troca de mensagens por não ter autorização da remetente).

A despeito da decisão de se vacinar ou não para estas agendas internacionais, o presidente nunca foi dado à publicidade de sua saúde . Como no episódio do retorno da comitiva dos EUA no início de 2020, após visita ao então presidente Donald Trump, em que quase toda a comitiva voltou contaminada por Covid-19 (ministros e até o comandante do avião presidencial), menos… Bolsonaro .

À ocasião, ele se negou a mostrar o resultado de seu exame e o Hospital das Forças Armadas até hoje mantém sigilo sobre nomes de pacientes de dois exames feitos na unidade em Brasília.

Moraes é o alvo

As críticas ao Supremo Tribunal Federal estão no foco das manifestações na Av. Paulista no feriado da Independência no 7 de Setembro. A ordem entre bolsonaristas simpatizantes do presidente é preservar o ministro Luís Roberto Barroso e mirar os protestos no ministro Alexandre de Moraes.

Máscaras e bonecos

O ministro relator do inquérito contra ataques às instituições democráticas será alvo nas ruas em faixas com ironias, camisetas, máscaras com seu semblante e até bonecos infláveis. Um deputado bolsonarista confirma sob sigilo à Coluna que empresários simpatizantes vão bancar esse material.

Tá na mesa

O próprio Bolsonaro já recuou nos ataques a Barroso porque o ministro também é presidente do Tribunal Superior Eleitoral, em cujas mesas repousa, fora das gavetas, um avançado processo de cassação da chapa presidencial eleita em 2018.

MST & EB

O MST vai soltar dia 9 uma nota, em conjunto com o Estado do Paraná, sobre as tratativas para manutenção do acampamento dentro das terras da Embrapa na zona rural de Ponta Grossa, sem criar dificuldades para instalação, na mesma propriedade, da Escola de Sagento de Armas do Exército Brasileiro. “O MST recebe a notícia da vinda da escola com muita satisfação e maturidade”.

Pit stop

O presidente da ANTT crava que confia na sua equipe, apesar da limpa, conforme saiu aqui. “Reiteramos que a Diretoria trabalha em harmonia e tem total confiança no trabalho exercido pelos servidores”. “As alterações realizadas na estrutura funcional da Agência são pontuais e discutidas na diretoria colegiada”

Viva o verde

Dados sobre queimadas no Amazonas mostram que nas 16 Unidades de Conservação onde a Fundação Amazônia Sustentável atua houve uma redução de 75% nos focos de incêndio em julho, no comparativo com o mesmo mês no ano passado. A redução foi maior do que a média registrada no Estado do Amazonas, de 45% em relação ao mesmo período do último ano.

Sem tabu

O jornalista Paulo Victor Costa, de Muriaé (MG), lança  dia 8 o documentário “Entre Nós”, com uma abordagem cultural, religiosa e clínica sobre casos de suicídios. O doc tem depoimentos de familiares dos falecidos, autoridades locais e da ministra da Família e Direitos Humanos, Damares Alves. Será divulgado no seu canal no Youtube.

Loading...