Bolsonaro recebe manifesto pela BR-470 assinado por 120 organizações do Vale do Itajaí

Documento pretende sensibilizar o presidente para resolver o impasse na aplicação dos recursos que serão repassados pelo Estado

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) recebeu um manifesto público pela duplicação da BR-470 na chegada a Joinville na manhã desta sexta-feira (6).

O documento foi entregue pelo secretário executivo da Acirs (Associação Empresarial de Rio do Sul) Cleber Stassun e é assinado por 121 organizações de todo o Vale do Itajaí.

Bolsonaro recebe manifesto pela duplicação da BR-470 – Foto: DivulgaçãoBolsonaro recebe manifesto pela duplicação da BR-470 – Foto: Divulgação

A intenção do documento é sensibilizar o presidente para encontrar uma solução e encerrar o impasse que se instalou na aplicação dos recursos que o Estado de Santa Catarina vai repassar pra a obra federal.

Bolsonaro recebeu o documento, mas não se manifestou sobre o assunto. O secretário da Acirs Cleber Stassun disse à reportagem do Grupo ND que ainda vai tentar ter um momento com o presidente para explicar a importância da demanda para o Estado.

O manifesto

O documento entregue a Jair Bolsonaro resume o imbróglio que a obra se tornou e fala da necessidade de definir o destino dos R$ 200 milhões repassados pelo Estado.

O manifesto lembra que não há mais verba para os lotes 1 e 2 da obra – de Navegantes a Gaspar – para este ano e considera a situação “surreal”. Também afirma que apesar da suplementação orçamentária estar em discussão em Brasília, a verba estadual poderia ser usada para concluir os dois trechos.

O impasse reside, justamente, nos locais de aplicação do dinheiro. Enquanto o governo do Estado quer que a verba seja aplicada nos lotes 1 e 2, opinião que tem o aval de lideranças políticas, empresariais e organizações do Vale do Itajaí, o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre) quer que o recurso seja dividido entre os quatro lotes.

As diferenças entre as necessidades nos quatro pontos da duplicação é gritante. Enquanto para concluir todo o trabalho ente Navegantes e Gaspar são necessários R$ 116 milhões, para o trecho entre Gaspar e Indaial (lotes 3 e 4) serão necessários R$ 130 milhões apenas para as 450 desapropriações que precisam ser feitas.

Ao final do documento as organizações deixam claro o pedido para que o governo aplique os recursos nos lotes 1 e 2 da obra.

“Diante da emergência posta, dos fatos elencados, do impasse político criado em torno da duplicação da BR-470/SC, as organizações signatárias clamam ao Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro; ao Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; ao Diretor-Geral do DNIT, general Antônio Leite dos Santos Filho; que investidos do mais elevado espírito público e patriótico aceitem os recursos do governo do estado para os lotes 1 e 2 da duplicação. São R$ 200 milhões mais que necessários e que podem contribuir de forma decisiva para o bem de Santa Catarina e do Brasil. A parceria precisa dar certo”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política Brasileira

Loading...