Carlos Moisés pode depor na CPI da pandemia em julho

Comissão confirmou calendário de depoimento dos oito governadores, mas oitivas ainda dependem de decisão do STF

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés (PSL) pode prestar depoimento na CPI da Covid-19 no próximo dia 6 de julho. Além dele, outros sete governadores estão no calendário de depoimentos sobre a gestão da pandemia, divulgado pela CPI.

Carlos Moisés pode depor na CPI da pandemia em julhoGovernador Carlos Moisés pode depor na CPI da Covid-19 em julho – Foto: Governo de SC/Divulgação/ND

Entretanto, os senadores ainda precisam aguardar a decisão final do STF (Supremo Tribunal Federal) que pode barrar o depoimento dos chefes de Executivos estaduais. O Supremo deve decidir se a CPI pode ou não convocar chefes de outros Poderes.

Em função do alto número de mortes e da falta de oxigênio, o depoimento do governador do Amazonas foi antecipado para esta semana.

Veja o calendário anunciado pela CPI da Covid

10/06: Wilson Lima (PSC-Amazonas)

29/06: Helder Barbalho (MDB-Pará)

30/06: Wellington Dias (PT-Piauí)

01/07: Ibaneis Rocha (MDB-Distrito Federal)

02/07: Mauro Carlesse (PSL-Tocantins)

06/07: Carlos Moisés (PSL-Santa Catarina)

07/07: Antônio Denarium (PSL-Roraima)

08/07: Waldez Góes (PDT-Amapá).

ND+ tentou contato com o governador Carlos Moisés, mas não obteve retorno até o fechamento da reportagem.

+

Política Brasileira