Dois secretários especiais do Ministério da Economia pedem demissão

Outros dois secretários especiais adjuntos pediram exoneração do cargo, totalizando quatro saídas da pasta

Dois secretário especiais e outros dois adjuntos pediram demissão do Ministério da Economia na tarde desta quinta-feira (21). Em nota, a pasta informou que as decisões forma de ordem pessoal.

Ministério da Economia tem baixas confirmadas nesta quinta-feira (21) – Foto: Washington Costa/Ministério da Economia/NDMinistério da Economia tem baixas confirmadas nesta quinta-feira (21) – Foto: Washington Costa/Ministério da Economia/ND

O secretário especial do Tesouro e Orçamento, Bruno Funchal, e o secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bitterncourt, foram os primeiros que realizaram o pedido de exoneração dos seus cargos.

Em seguida, a secretária especial adjunta do Tesou e Orçamento, Gildenora Dantas, e o secretário adjunto do Tesouro Nacional, Rafael Araujo, também realizaram o pedido.

Antes disso, Funchal e Bittencort haviam se manifestado contrários a quaisquer medidas de flexibilização do teto federal de gastos, seja para renovar auxílio emergencial, ampliar Bolsa Família ou criar o Auxílio Brasil.

Por meio de nota, o Ministério da Economia informou que os pedidos de exoneração foram realizados de modo a permitir que houvesse um processo de transição e de continuidade dos compromissos das duas secretarias. Até o momento, ainda não foi informar o nome dos substitutos.

Funchal e Bittencourt haviam assumido os cargos em abril, após a saída do secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues. Semanas depois, a Secretaria Especial de Fazenda mudou de nome e passou a chamar-se Secretaria Especial de Tesouro e Orçamento.

Bruno Funchal foi um dos responsáveis pelo processo de ajuste das contas públicas do Espírito Santo – Foto: Edu Andrade/Ministério da Economia/NDBruno Funchal foi um dos responsáveis pelo processo de ajuste das contas públicas do Espírito Santo – Foto: Edu Andrade/Ministério da Economia/ND

Em 2017 e 2018, Funchal foi secretário de Fazenda do Espírito Santo e um dos responsáveis pelo processo de ajuste das contas públicas promovido pelo estado.

Desde o início do governo atual, integrava a equipe da Secretaria Especial de Fazenda como diretor de programa, sendo um dos técnicos responsáveis para elaboração do novo marco fiscal.

Em junho de 2020, Funchal assumiu a Secretaria do Tesouro Nacional, de onde saiu para assumir a Secretário Especial de Tesouro e Orçamento. Servidor de carreira do Tesouro Nacional, Bittencourt ocupou cargos de coordenador e de subsecretário, antes de comandar o órgão.

*Com informações da Agência Brasil.

+

Política Brasileira

Loading...