Cabo Daciolo diz que faz novo jejum em desagravo à nação e a Bolsonaro

Embora diga que jejuará por Bolsonaro, também informa que o período de privação começou na quarta, um dia antes do atentado contra o adversário do PSL

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidenciável Cabo Daciolo (Patriota) decidiu entrar em novo jejum, prática comum entre aqueles que, como ele, praticam a fé evangélica. Será um desagravo à “nação e a Jair Bolsonaro”, disse o candidato nesta sexta (7), por meio de uma nota enviada por sua esposa, Cristiane.

Embora diga que jejuará por Bolsonaro, também informa que o período de privação -quando ficará isolado no Monte das Oliveiras, no Rio, sem dar entrevistas nem comparecer a debates- começou na quarta (5), um dia antes do atentado contra o adversário do PSL.

Cabo Daciolo (Patriota), candidato à Presidência da República - Zeca Ribeiro - Camara dos Deputados
Cabo Daciolo (Patriota) é candidato à Presidência da República – Zeca Ribeiro – Camara dos Deputados

“Tomamos a iniciativa de entrar num propósito de oração e jejum durante 21 dias iniciado no dia 5 de setembro, por entender que só DEUS pode dar VITÓRIA para a NAÇÃO BRASILEIRA. Creio com toda a segurança que nossa batalha se trava no mundo espiritual e exige de nós postura aguerrida contra todos os dardos inflamados do inimigo”, diz o comunicado.

“Nesse período estarei nos montes, em razão da natureza singular da causa. Agradeço a compreensão da imprensa e voltaremos a conceder entrevistas e entrar nos debates a partir do término dos 21 dias de jejum e oração pela nossa NAÇÃO e por Jair Bolsonaro, a quem desejo pronta recuperação, lembrando mais uma vez que a nossa luta não é contra pessoas, mas contra potestades.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Eleições nacionais

Loading...

Cabo Daciolo diz que faz novo jejum em desagravo à nação e a Bolsonaro

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidenciável Cabo Daciolo (Patriota) decidiu entrar em novo jejum, prática comum entre aqueles que, como ele, praticam a fé evangélica. Será um desagravo à “nação e a Jair Bolsonaro”, disse o candidato nesta sexta (7), por meio de uma nota enviada por sua esposa, Cristiane.

Embora diga que jejuará por Bolsonaro, também informa que o período de privação -quando ficará isolado no Monte das Oliveiras, no Rio, sem dar entrevistas nem comparecer a debates- começou na quarta (5), um dia antes do atentado contra o adversário do PSL.

“Tomamos a iniciativa de entrar num propósito de oração e jejum durante 21 dias iniciado no dia 5 de setembro, por entender que só DEUS pode dar VITÓRIA para a NAÇÃO BRASILEIRA. Creio com toda a segurança que nossa batalha se trava no mundo espiritual e exige de nós postura aguerrida contra todos os dardos inflamados do inimigo”, diz o comunicado.

“Nesse período estarei nos montes, em razão da natureza singular da causa. Agradeço a compreensão da imprensa e voltaremos a conceder entrevistas e entrar nos debates a partir do término dos 21 dias de jejum e oração pela nossa NAÇÃO e por Jair Bolsonaro, a quem desejo pronta recuperação, lembrando mais uma vez que a nossa luta não é contra pessoas, mas contra potestades.”

+

Política

Loading...