É falsa lista de ministros de Bolsonaro em eventual governo, como diz viral

Corrente cita nomes como Drauzio Varella (Saúde), Luiz Philippe de Orleans e Bragança (Relações Exteriores), General Heleno (Defesa), Delegado Francischini (Justiça) e Olavo de Carvalho (Educação)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Não é verdadeira suposta lista de ministros em eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL), como diz viral.

A corrente leva nomes como Drauzio Varella (Saúde), como Luiz Philippe de Orleans e Bragança (Relações Exteriores), General Heleno (Defesa), Delegado Francischini (Justiça), Olavo de Carvalho (Educação), Magno Malta (Desenvolvimento Social), Levy Fidelix (Comunicações), Márcio Garcia (Cultura), Maurício A. Lopes (Agricultura e Pecuária), Sargento Fahur (Ministério dos Direitos Humanos) e Sérgio Moro como indicação ao STF.

Bolsonaro diz que, se eleito, reduzirá os 29 ministérios a 15 - Fernando Frazão/Agência Brasil
Bolsonaro diz que, se eleito, reduzirá os 29 ministérios a 15 – Fernando Frazão/Agência Brasil

Procurado pela reportagem, Varella, que é colunista da Folha de S.Paulo, negou que tenha acontecido o convite. “Ninguém me procurou e, se procurasse, eu não aceitaria. Fake news”, disse. Drauzio Varella também foi alvo de outra corrente que afirmava que seria ministro de Fernando Haddad (PT).

Bolsonaro diz que, se eleito, reduzirá os 29 ministérios a 15. Ele tem prometido não negociar os cargos em troca de apoio no Congresso.

Até o momento, o esboço para um eventual governo são Henrique Prata para Saúde; Stavros Xanthopoylos para Educação, Cultura e Esportes; Paulo Guedes, Fazenda; Osvaldo Ferreira, Transportes; Augusto Heleno, Defesa; Marcos Pontes, Ciência e Tecnologia; Gustavo Bebianno, Justiça; Nabhan Garcia, Agricultura e Meio Ambiente.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...

É falsa lista de ministros de Bolsonaro em eventual governo, como diz viral

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Não é verdadeira suposta lista de ministros em eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL), como diz viral.

A corrente leva nomes como Drauzio Varella (Saúde), como Luiz Philippe de Orleans e Bragança (Relações Exteriores), General Heleno (Defesa), Delegado Francischini (Justiça), Olavo de Carvalho (Educação), Magno Malta (Desenvolvimento Social), Levy Fidelix (Comunicações), Márcio Garcia (Cultura), Maurício A. Lopes (Agricultura e Pecuária), Sargento Fahur (Ministério dos Direitos Humanos) e Sérgio Moro como indicação ao STF.

Procurado pela reportagem, Varella, que é colunista da Folha de S.Paulo, negou que tenha acontecido o convite. “Ninguém me procurou e, se procurasse, eu não aceitaria. Fake news”, disse. Drauzio Varella também foi alvo de outra corrente que afirmava que seria ministro de Fernando Haddad (PT).

Bolsonaro diz que, se eleito, reduzirá os 29 ministérios a 15. Ele tem prometido não negociar os cargos em troca de apoio no Congresso.

Até o momento, o esboço para um eventual governo são Henrique Prata para Saúde; Stavros Xanthopoylos para Educação, Cultura e Esportes; Paulo Guedes, Fazenda; Osvaldo Ferreira, Transportes; Augusto Heleno, Defesa; Marcos Pontes, Ciência e Tecnologia; Gustavo Bebianno, Justiça; Nabhan Garcia, Agricultura e Meio Ambiente.

+

Política

Loading...