Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Gelson Merisio e Comandante Moisés têm propostas semelhantes para mudança no duodécimo

É fato novo no debate, a questão levantada pelo presidente do TJ-SC, sobre atrelar a discussão aos incentivos fiscais

É um fato novo no debate, a questão levantada pelo presidente do TJ-SC (Tribunal de Justiça), Rodrigo Collaço, sobre atrelar a discussão do duodécimo aos incentivos fiscais concedidos pelo Estado. A declaração foi publicada pela coluna na segunda-feira. O TJ-SC é detentor da maior fatia do repasse de recursos aos poderes. Collaço ressalva que há demanda represada nos tribunais e recorrente cobrança por maior celeridade nos julgamentos.

Os dois candidatos que estão no segundo turno têm opiniões parecidas em relação ao debate sobre eventual revisão no duodécimo desembolsado aos poderes. Tanto Gelson Merisio (PSD) quanto Comandante Moisés (PSL), avaliam que o repasse deve ter como base o orçamento dos poderes, não um percentual fixo sobre a receita do Estado. Ou seja, seria encaminhado o necessário para a manutenção. Não deixa de ser uma fórmula para conter eventuais gastos extras.

Comandante Moisés e Gelson Merisio - Marco Santiago/ND
Comandante Moisés e Gelson Merisio – Marco Santiago/ND

Loading...