Podemos e PPS declaram neutralidade no segundo turno das eleições 2018

O PR, por sua vez, liberou os filiados para apoiarem tanto Haddad quanto Bolsonaro

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – As Executivas Nacionais do Podemos e do PPS declararam neutralidade no segundo turno das eleições entre os candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL). Os dois partidos liberaram seus parlamentares e filiados para escolherem um dos candidatos, seguindo movimento de outras siglas como DEM, PP e PR.

Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) - Nelson Almeida/AFP e Bruna Prado/UOL/Folhapress
Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) – Nelson Almeida/AFP e Bruna Prado/UOL/Folhapress

Segundo o PPS, as candidaturas de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT) “trazem a marca de uma conflagração que alimenta radicalismos políticos sob a insígnia do ‘nós contra eles’, que ameaçam o próprio processo democrático”.

Já o Podemos, do senador Alvaro Dias (PR), que disputou o primeiro turno da eleição, afirmou que “defende mais transparência, mais participação e mais democracia para o país”.

PR libera filiados para apoiarem um dos candidatos

O líder do PR na Câmara, José Rocha (BA), oficializou a liberação dos filiados e parlamentares para assumirem apoio a Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT) no segundo turno da eleição presidencial. “Os deputados estão liberados para seguir com Bolsonaro ou com Haddad e aí fica a cargo de cada estado e cada parlamentar tomar sua decisão”, afirmou nesta quarta-feira (10).

Rocha disse fazer parte do grupo da bancada que apoia o candidato do PT. Assim, o PR segue a tendência de partidos do centrão como PP e DEM, que não declararam apoio formal a nenhuma das candidaturas. No primeiro turno o partido, que tem hoje 40 deputados e elegeu 33 no domingo (7), flertou com Bolsonaro, mas terminou fechando aliança em bloco com Geraldo Alckmin (PSDB).

Os aliados de Bolsonaro têm mostrado pouca surpresa com a decisão dos partidos de apoiarem formalmente sua candidatura. Segundo eles, o apoio deve vir “no varejo” —ou seja, de parlamentares individualmente. O coordenador político do candidato, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), estima que hoje haja 350 deputados apoiando o capitão reformado, que já angariou apoio das bancadas da bala, evangélica e ruralista.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...

Podemos e PPS declaram neutralidade no segundo turno

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – As Executivas Nacionais do Podemos e do PPS declararam neutralidade no segundo turno das eleições entre os candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

Os dois partidos liberaram seus parlamentares e filiados para escolherem um dos candidatos, seguindo movimento de outras siglas como DEM, PP e PR.

Segundo o PPS, as candidaturas de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT) “trazem a marca de uma conflagração que alimenta radicalismos políticos sob a insígnia do ‘nós contra eles’, que ameaçam o próprio processo democrático”.

Já o Podemos, do senador Alvaro Dias (PR), que disputou o primeiro turno da eleição, afirmou que “defende mais transparência, mais participação e mais democracia para o país”.

+

Política

Loading...