Por pressentimento, Magno Malta teria desistido de ser vice de Jair Bolsonaro

Não precisa ter capacidade mediúnica para perceber que a tendência de Bolsonaro é perder o fôlego

Sobre a decisão do senador Magno Malta (PR) recusar o convite para ser vice de Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Jorginho Mello (PR) apresentou uma justificativa interessante. “Talvez ele tenha pressentido alguma coisa”, disse Jorginho, garantindo que o colega de Congresso Nacional é “meio intuitivo”. As razões de Magno, oficiais, serão conhecidas em uma reunião da cúpula do partido na semana que vem, em Brasília. No fim das contas, não precisa ter capacidade mediúnica para perceber que a tendência de Bolsonaro é perder o fôlego.

Magno e Bolsonaro - Jonas Pereira/Divulgação/ND
Magno e Bolsonaro – Jonas Pereira/Divulgação/ND