Presidente do TRE-SC garante integridade das eleições de 2022

Em entrevista ao Grupo ND, desembargador Fernando Carioni afirmou que quer despertar jovens à exercerem a cidadania

O presidente do TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral em Santa Catarina), o desembargador Fernando Carioni, garantiu que a Justiça Eleitoral está preparada para exercer o seu trabalho da melhor forma nas eleições de 2022.

Desembargador Fernando Carioni, presidente do TRE-SC garante lisura das eleições 2022 – Foto: Leo Munhoz/NDDesembargador Fernando Carioni, presidente do TRE-SC garante lisura das eleições 2022 – Foto: Leo Munhoz/ND

Em entrevista ao Grupo ND na manhã desta terça-feira (1º), Carioni mencionou que o país atravessa um contexto de polarização política. Contudo, disse estar “tranquilo” quanto à integridade do processo eleitoral brasileiro.

“Não vejo qualquer tipo de iniciativa que possa deturpar os votos dos eleitores depositados na urna eletrônica. Posso garantir ao povo catarinense que nada vai atrapalhar as eleições na urna. Não há nada que possa interferir.”, afirmou.

Prioridades da gestão

Fernando Carioni, que tomou posse como presidente do TRE-SC no mês de abril, elencou as prioridades de sua gestão. O desembargador ocupará a presidência da Corte até 10 de março de 2022, quando terminará seu biênio no TRE-SC.

Conforme o desembargador, entre as prioridades estão os preparativos para as Eleições Gerais 2022, a ampliação da participação dos jovens na política, além do aperfeiçoamento dos serviços eleitorais.

O presidente do TRE-SC afirmou que a partir do mês de julho, a instituição fará um trabalho “gigantesco” para atrair os jovens catarinenses a exercerem a cidadania. Ele aponta que há 320 mil jovens eleitores de 16 a 18 anos incompletos em Santa Catarina, sendo que 16 mil são cadastrados.

“Vamos trabalhar para despertá-los à cidadania, para que participem dos pleitos eleitorais. Vai ser uma grande vantagem para SC. Vamos demonstrar o interesse do povo catarinense no destino do nosso Estado. Querendo ou não, os jovens serão os nossos representantes mais à frente”, concluiu.

+

Eleições nacionais