Ex-senadora de SC é multada em carreata contra Bolsonaro

Ideli Salvatti e outros manifestantes que participaram de uma carreata contra o presidente no último sábado (23) estão recebendo multas de trânsito por obstrução de pista

A ex-senadora Ideli Salvatti (PT) e ao menos dez companheiros seus estão recebendo multas de trânsito, após participar de uma carreata que pedia o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Florianópolis.

A carreata foi no último sábado (23), teve a participação de centenas de veículos na Capital e também ocorreu em outras cidades de SC.

Ideli Salvatti foi multada, após participar de carreata anti-BolsonaroIdeli Salvatti, ex-senadora e ministra nos governos petistas, foi multada em R$ 5.866,00, por obstrução de via em manifestação contra Bolsonaro – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado/Divulgação/ND

As multas, no entanto, estão sendo aplicadas em quem participou da manifestação em Florianópolis. Ideli Salvatti disse ao ND+ que foi registrada uma infração gravíssima para ela, com sete pontos na carteira, e no valor de R$ 5.866,00.

“Obstrução de pista, em um local onde não paramos: em frente ao Corpo de Bombeiros, quase embaixo da Hercílio Luz. Um abuso, um escândalo! O que vai ser feito?” questionou a ex-senadora.

Ideli foi senadora por Santa Catarina, de 2003 a 2011. Ela também participou dos governos de Dilma Rousseff, em diversos ministérios, entre os quais, Pesca e Aquicultura, Secretaria de Relações Institucionais e Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

Multas serão contestadas em ação coletiva

A sindicalista Anna Julia, presidente da CUT-SC (Central Única dos Trabalhadores em Santa Catarina) disse que a passeata foi organizada em nível nacional e aqui no Estado pelas centrais sindicais, movimentos sociais e partidos políticos.

Segundo ela, as pessoas vão entrar com um recurso à multa, de forma individual. Além disso, haverá uma ação coletiva com as pessoas que foram multadas na carreata anti-Bolsonaro.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Política Brasileira