Jovem é preso após publicar tweet incitando ataque a Bolsonaro

No boletim de ocorrência da PM, consta que o jovem foi encontrado na residência onde mora com os pais e, no momento na abordagem, confirmou a publicação do tweet e foi preso

A Polícia Militar prendeu em flagrante, nesta quinta-feira (4), um jovem de 24 anos que fez um tweet referente à visita do presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido), a Uberlândia (MG), que teria incitado a prática de crime contra a segurança nacional, segundo a corporação.

João Reginaldo da Silva Júnior publicou, no Twitter, a seguinte frase: “Gente, Bolsonaro em Udia amanhã… Alguém fecha virar herói nacional?”

bolsonaro; ataque; tweet; jovem; presoO presidente da República foi recebido no aeroporto de Uberlândia, onde pousou pouco depois das 9h desta quinta, numa parada que estava fora da agenda oficial – Foto: Facebook/Reprodução/ND

No boletim de ocorrência da PM, consta que João foi encontrado na residência onde mora com os pais e, no momento na abordagem, confirmou a publicação na rede social e foi preso em flagrante.

Após a confirmação, a PM conduziu o jovem até a Delegacia da Polícia Federal em Uberlândia, onde teve a prisão ratificada por um delegado federal e foi levado para o Presídio Uberlândia 1. No final da tarde, a defesa do jovem conseguiu um habeas corpus e ele foi solto.

João Reginaldo da Silva Júnior disse aos agentes que o “tuíte” não teve conotação de ameaça, mas apenas humor, e que desconhecia as pessoas que responderam ao comentário publicado por ele.

Pelo menos outras três pessoas responderam na publicação concordando com João. Os agentes informaram ainda que foram até a casa das outras três pessoas autoras das respostas, mas não conseguiram localizá-las. A Polícia Federal disse que vai continuar as investigações e todos poderão ser indiciados pelo mesmo crime.

O presidente da República foi recebido no aeroporto de Uberlândia, onde pousou pouco depois das 9h desta quinta (4), numa parada que estava fora da agenda oficial. O destino de Bolsonaro foi a cidade de São Simão, sudoeste de Goiás, onde participou da inauguração de um trecho da Ferrovia Norte-Sul.

A família afirmou que aguarda a liberação do jovem e a orientação do advogado para falar sobre o caso.

+

Política Brasileira