Lula compara PEC a um sorvete e diz que pessoas ficam com ‘palito na mão’ quando acaba

Ex-presidente afirmou que para voltar a crescer e sair da crise, o Brasil precisa de normalidade e respeito institucional

O pré-candidato à presidência da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), minimizou os efeitos eleitorais da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) aprovada pelo Senado na semana passada, que amplia os benefícios sociais e prevê aumento do Auxílio Brasil para R$ 600 e a criação de uma Bolsa Caminhoneiro de R$ 1 mil.

Durante evento no último sábado (2) com seus apoiadores na capital baiana, Lula comparou a PEC a um sorvete. “É como se fosse um sorvete, chupou, acabou, fica com o palito na mão”, disse.

Luiz Inácio Lula da Silva esteve em evento na Bahia no último sábado (2) – Foto: Reprodução/ InstagramLuiz Inácio Lula da Silva esteve em evento na Bahia no último sábado (2) – Foto: Reprodução/ Instagram

Lula afirmou que para voltar a crescer e sair da crise, o Brasil precisa de normalidade e respeito institucional, com observância integral à Constituição.

O ex-presidente defendeu o julgamento do caso de assédio sexual que envolveu o ex-presidente da Caixa Pedro Guimarães. “Temos de ser mais duros e no julgamento dessas pessoas. É mais do que urgente construirmos a igualdade de direitos de mulheres e homens”, disse.

Participe do grupo e receba as principais notícias
das Eleições 2022 na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política Brasileira

Loading...