Esplanada

Leandro Mazzini é jornalista, escritor e pós-graduado em Ciência Política pela UnB. Iniciou carreira em 1994 e passou pelo Jornal do Brasil, Gazeta Mercantil, Correio do Brasil, Agência Rio, entre outros. O blog é editado por Mazzini com colaboração de Walmor Parente e equipe de Brasília, Recife e São Paulo.


Lula provoca Ciro para atingir Bolsonaro

Em passagem pelo Piauí, terra do ministro, ex-presidente disse a aliados que ‘casamento’ vai durar pouco

Presidenciável para a eleição do ano que vem, Lula da Silva mantém discreta caravana de visitas a diretórios para fechar palanques estaduais. Passou por Piauí e foi para o Maranhão.

Em Teresina, em reunião fechada, deu um alerta que vazou e deixou ministros palacianos com a pulga atrás da orelha: “Eu posso dizer aqui, com todo respeito que eu tenho com todas as pessoas, eu não sei por quanto tempo o Ciro (Nogueira) ficará com o Bolsonaro. Acredito que esse casamento será mais curto do que eles imaginam”.

Ciro Nogueira foi um lulista empedernido nos oito anos de mandato do petista na Presidência. Hoje, um camaleão, Ciro bate ponto – ne manda muito – no Governo Bolsonaro. Emplacou até ministro no STF.

Lula foi recebido no aeroporto de Teresina pelo ex-senador João Vicente Claudino, um dos maiores empresários do Estado, filiado ao PTB bolsonarista do por ora detento Roberto Jefferson – que tem expulsado rebeldes. A conferir a reação do dono do partido.

Motim no Patriota

Ninguém acreditava, mas aconteceu.

Controlador com mãos de ferro (agora enferrujadas) do Patriota, partido que fundou, Adilson Barroso vê seu pequeno império desmoronar.

Seu irmão e uma filha serão expulsos da Executiva pelo novo presidente, Ovasco Resende – que se uniu a delegados descontentes, formou maioria e afastou o ex-chefão do comando da sigla.

Ovasco conseguiu substituir membros do Conselho de Ética da legenda, e agora quer aprovar a expulsão de Barroso e herdeiros do partido.

A briga começou com a filiação do senador Flávio Bolsonaro, fechada por Barroso sem consultar os dirigentes.

Sempre no bonde

Parte do MDB mineiro – o ex-ministro da Saúde Saraiva Felipe entre eles – está fechado com Lula para a disputa presidencial.

Euuuu?

A despeito das especulações entre portas, o empresário e ex-ministro Walfrido dos Mares Guia nega veemente, entre amigos, que será vice de Lula. Será outro empresário.

Corre-corre

Ninguém sabe ao certo quantos são e como estão brasileiros no Afeganistão – nem congressistas, que têm poder para questionar, tampouco o Itamaraty.

Farristas

Circula pelo whatsapp vídeo no qual um suposto militar do BOPE aparece fardado confraternizando com traficantes no Rio de Janeiro. Balela. Farda fake como o escudo que aparece no ombro do traficante. A confirmação é da assessoria da PM à Coluna.

Leãozinho

Com foto de semblante triste na ploter gigante, Roberto Jefferson, ainda preso, ganhou ontem ato de desagravo em Brasília, com presença de todos os dirigentes estaduais do PTB. “Não vão calar nosso leão”, foi a frase lema. O deputado Eduardo (PSL-SP), filho do presidente Bolsonaro, compareceu.

MERCADO

Sangria

O Brasil perde, por ano, cerca de R$ 22,5 bilhões em corrupção com verbas da saúde pública e privada. A conta é do Instituto Ética Saúde – que reúne a indústria de produtos médico-hospitalares, hospitais, laboratórios, indústria farmacêutica e afins, com apoio de órgãos públicos. Pelo menos 2,3% do investido no setor se perde em fraudes.

Capital do café

Considerada a capital nacional do café, Varginha (MG) foi escolhida pela Starbucks Coffee Company como sede do primeiro Centro de Apoio ao Produtor no Brasil – é o 10º ao redor do mundo.

Loading...