Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC, da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Moisés começa a mudança no governo

O significado da escolha de Eron Giordani para a Casa Civil

Ao confirmar o nome do advogado Eron Giordani para a Secretaria da Casa Civil do novo governo que promete fazer em Santa Catarina, o sr. Carlos Moisés oferece uma forte sinalização de mudança de estilo e de forma de governar o Estado.
De inicio, estabelece um canal direto entre o Centro Administrativo e o Palácio Barriga Verde. Giordani está há quase dois anos atuando como Chefe de Gabinete do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Júlio Garcia e conhece muito bem as aspirações das comunidades catarinenses, formuladas através dos deputados estaduais que as representam.
Vem de um desempenho vitorioso em Chapecó e de assessoria parlamentar. Tem a capacidade de dominar ao mesmo tempo os cenários políticos e jurídicos, diferencia-los com o discernimento exigido pelos fatos e também pelas circunstâncias.
Por fatores políticos tem trânsito em círculos dos legislativos, da magistratura estadual e até dos tribunais superiores, em Brasilia.
Será o maior desafio de sua carreira. Não tem espaço para erros. Precisará dar competente assessoria ao governador Moisés, tentar mudar seu estilo isolado e muitas vezes autoritário, entrosá-lo nos meandros da política. E, sobretudo, alterar a atuação das empresas, cujos presidentes negam-se a ouvir deputados, prefeitos, jornalistas e líderes comunitários, adotando até a cartilha de Mussolini.
A nomeação de Eron Giordani é uma virada de 180 graus na politica catarinense. Homem de confiança de Júlio Garcia, terá que mostrar serviço, habilidade, competência e poder para mudar, deixando as impressões digitais para provar que a escolha foi republicana, positiva para a população e produtiva para Santa Catarina, e não moeda de troca.
*