Moacir Pereira

moacir.pereira@ndmais.com.br Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Calendário de pagamento de salários de servidores e professores de SC é definido

Na próxima sexta (16), a Secretaria da Fazenda creditará 50% do 13º salário, o que vai representar uma injeção de R$ 480 milhões na economia estadual

O segundo semestre está começando com decisões positivas que repercutirão nas atividades dos servidores públicos estaduais e, sobretudo, dos professores da rede estadual de ensino.

Projeto que trata da descompactação salarial dos professores está recebendo os últimos retoques nas Secretarias da Administração e da Fazenda – Foto: PMF/Divulgação/NDProjeto que trata da descompactação salarial dos professores está recebendo os últimos retoques nas Secretarias da Administração e da Fazenda – Foto: PMF/Divulgação/ND

Na próxima sexta-feira (16), a Secretaria da Fazenda creditará 50% do 13º salário, o que vai representar uma injeção de R$ 480 milhões na economia estadual.

Nos próximos dias serão enviados à Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) projetos que viabilizam a reposição salarial para os funcionários da Secretaria da Saúde e do Instituto do Meio Ambiente.

O projeto que trata da descompactação salarial dos professores está recebendo os últimos retoques nas Secretarias da Administração e da Fazenda. Os estudos já realizados incluem também os funcionários do setor administrativo da Secretaria da Educação.

Sendo aprovado pelo legislativo, deverá prever o pagamento a partir de 1º de janeiro de 2022, em parcelas. O calendário de pagamento do piso salarial de R$ 5.000 a todos os professores já está definido, se o projeto governamental for aprovado em agosto, como está previsto, com efeito retroativo a 1º de fevereiro.

Já em agosto será creditado o novo piso. Em setembro, o pagamento incluirá as diferenças referentes a fevereiro e março; em outubro, dos meses de abril e maio; e em novembro, de junho e julho.

O calendário sobre os salários do funcionalismo prevê os outros 50% do 13º salário no mês de dezembro. Num cenário marcado pela pandemia nos últimos 17 meses são decisões de repercussão política a indicar a saúde financeira do Estado.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...