Oito deputados de SC apoiam Arthur Lira para presidência da Câmara

Eleição para a presidência da Câmara dos Deputados ocorre nesta segunda-feira (1º), a partir das 19h; Arthur Lira (PP) e Baleia Rossi (MDB) são os favoritos

Todo e qualquer deputado federal que deseja comandar a Câmara dos Deputados, um dos principais palcos da política nacional, precisa correr atrás de apoio dos partidos e da maioria dos votos, isto é, 257 dos 513 possíveis.

Em Santa Catarina, Arthur Lira (Progressistas-AL), garantiu mais apoio até o momento: oito votos, ou seja, metade da bancada catarinense. A votação ocorre nesta segunda, com previsão de início às 19h e voto secreto.

Arthur Lira e Baleia Rossi, candidatos a presidência da Câmara dos DeputadosO candidato do Palácio do Planalto à presidência da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), à esquerda na foto, tem sete apoios em SC; Baleia Rossi (MDB-SP), à direita, tem dois votos declarados – Foto: Agência Câmara/Divulgação/ND

A disputa pela sucessão de Rodrigo Maia (DEM-RJ) está “na rua”, desde o ano passado, antes ainda de o atual presidente da Câmara tentar ser candidato a um novo mandato.

Ele não conseguiu e, nesta segunda-feira (1º), dia que marca o retorno dos parlamentares aos trabalhos em Brasília, o país vai conhecer o novo presidente da Câmara e também a composição da mesa diretora.

Como vota a bancada catarinense

Arthur Lira, que é do Progressistas, tem o voto da sua correligionária, Angela Amin, e de outros sete parlamentares de SC, a maioria alinhada aos interesses do Palácio do Planalto. É o caso dos deputados do PSL: Caroline de Toni, Coronel Armando e Daniel de Freitas.

Arthur Lira (Progressistas), candidato à presidência da Câmara dos DeputadosArthur Lira (Progressitas) é o candidato à presidência da Câmara que mais conseguiu apoio da bancada catarinense. – Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados/Divulgação/ND

Além deles, Darci de Matos (PSD), Ricardo Guidi (PSD), Geovania de Sá (PSDB) e Hélio Costa (Republicanos) declararam voto em Lira na eleição desta segunda para a presidência da Câmara.

A assessoria de Angela Amin disse que ela é partidária, por isso, vota no candidato do Progressistas. O pessedista Darci de Matos está confiante: “vamos ganhar bem. Fazer mais de 300 votos”, disse o parlamentar.

Quatro não revelam o voto, um não definiu

Outros quatro deputados da bancada catarinense não revelaram o voto. São eles:

  • Carmen Zanotto (Cidadania): a assessoria de Zanotto disse que o voto é secreto e ela optou por não revelar.
  • Fabio Schiochet (PSL): Schiochet preferiu não se pronunciar. O deputado deve se manifestar um pouco antes da votação nas redes sociais.
  • Pedro Uczai (PT): A assessoria de Uczai informou que “O deputado vai seguir orientação da bancada do PT”.
  • Peninha (MDB): A equipe de Peninha disse que o deputado “Provavelmente decidiu, mas não tem manifestado, a ninguém, sua preferência”.

A assessoria do deputado federal Rodrigo Coelho (PSB) informou que ele “continua com a posição de ainda não ter definido voto”.

Baleia não avançou em SC

A candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) tem apoio declarado, em Santa Catarina, dos parlamentares do mesmo partido: Celso Maldaner, presidente estadual do MDB, e Carlos Chiodini.

Baleia Rossi, candidato à presidência da Câmara dos DeputadosDeputado Baleia Rossi (MDB) esteve em Florianópolis em 11 de janeiro, buscando apoio – Foto: Divulgação/ND

Ambos estiveram no Diretório Estadual do partido, em 11 de janeiro, quando Baleia, que é presidente nacional do MDB, visitou Santa Catarina, para conhecer as demandas e pedir apoio de outros partidos a sua candidatura.

Novo vota no Novo

O único deputado da bancada catarinense que declarou a intenção de um voto diferente é o parlamentar do Novo de SC, Gilson Marques. Ele vai apoiar a candidatura do seu colega de partido.

Marcel van Hattem, candidato à presidência da Câmara dos DeputadosMarcel van Hattem é o candidato do Novo e tem apoio do seu correligionário, Gilson Marques – Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados/Divulgação/ND

“O voto de Gilson Marques para presidente da Câmara é em Marcel van Hattem, conforme Gilson divulgou e fez campanha publicamente”, informou a assessoria de imprensa.

Abaixo, veja o painel com a intenção de voto da bancada catarinense para a presidência da Câmara dos Deputados:

  • Angela Amin (PP): Arthur Lira;
  • Carlos Chiodini (MDB): Baleia Rossi;
  • Carmen Zanotto (Cidadania): Não revelou;
  • Caroline de Toni (PSL): Arthur Lira;
  • Celso Maldaner (MDB): Baleia Rossi;
  • Coronel Armando (PSL): Arthur Lira;
  • Daniel Freitas (PSL): Arthur Lira;
  • Darci de Matos (PSD): Arthur Lira;
  • Fabio Schiochet (PSL): Não revelou;
  • Geovania de Sá (PSDB): Arthur Lira;
  • Gilson Marques (Novo): Marcel van Hattem;
  • Hélio Costa (Republicanos): Arthur Lira;
  • Pedro Uczai (PT): Não revelou;
  • Ricardo Guidi (PSD): Arthur Lira;
  • Rodrigo Coelho (PSB): Não definiu;
  • Rogério Peninha Mendonça (MDB): Não revelou.

Como será a votação

A votação será por grupos, respeitando uma seleção feita pela Câmara, com diversos critérios, entre os quais a idade. Ao todo, serão cinco grupos de votação e a votação será presencial.

Arthur Lira tem o apoio de 11 partidos (PP, PL, PSL, Pros, PSC, Republicanos, Avante, Patriota, PSD, PTB e Podemos).

Seu principal adversário, Baleia Rossi, também conta com o apoio de outros 11 partidos (MDB, DEM, PSDB, PT, PDT, Solidariedade, Cidadania, PV, PCdoB, Rede e PSB).

Aglomerações ainda devem ser evitadas em função do coronavírus, por isso, a votação desta segunda-feira (1º) será por grupo – Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação/NDAglomerações ainda devem ser evitadas em função do coronavírus, por isso, a votação desta segunda-feira (1º) será por grupo – Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Divulgação/ND

Um ingrediente especial na disputa é que, enquanto Lira tem o apoio do presidente Jair Jair Bolsonaro (sem partido), Baleia é o candidato do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

Também são candidatos Luiza Erundina (PSOL-SP), Marcel Van Hatten (Novo-RS), Alexandre Frota (PSDB-SP), André Janones (Avante-MG), Capitão Augusto (PL-SP), Fábio Ramalho (MDB-MG) e General Peternelli (PSL-SP).

Caso um desses candidatos obtenha 257 votos, está eleito presidente da Câmara para o biênio 2021-2022. Se ninguém atingir a votação mínima, os dois mais votados disputam a cadeira de presidente da Câmara em segundo turno e o candidato com maioria simples, vence.

A mesa diretora da Câmara, por sua vez, é definida pelo critério de proporcionalidade partidária. Segundo o regimento, os cargos são distribuídos aos partidos, considerando o número de parlamentares de cada bloco.

+

Política Brasileira