Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Operação Cidade Limpa identificou ‘caixa dois’ na campanha de Itajaí

Além do prefeito e vice de Itajaí, outras 14 pessoas são representadas na ação

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral que requer a cassação do mandato do prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, do MDB, e do vice-prefeito Marcelo Almir Sodré de Souza, do PDT, está fundamentada em investigações realizadas durante a operação Cidade Limpa.

As irregularidades apontadas pelo Ministério Público foi identificada em interceptações telefônicas do secretário da Fazenda, Érico Laurentino. Foi deflagrada em Navegantes e tinha como alvo as suspeitas de irregularidade em licitações. Posteriormente, a prefeitura de Itajaí também passou a ser investigada.

Investigação começou em Navegantes e seguiu pela Prefeitura de Itajaí – Foto: Marcos Porto/Divulgação/NDInvestigação começou em Navegantes e seguiu pela Prefeitura de Itajaí – Foto: Marcos Porto/Divulgação/ND

Segundo o Ministério Público, as escutas telefônicas indicaram que Érico Laurentino vinha atuando como operador informal das contas de campanha do prefeito e do vice. Oficialmente, o responsável pelas contas era Celso Goulart Junior, que foi chefe de gabinete de Morastoni e assessor especial da prefeitura, que estava licenciado para se dedicar às eleições.

“As interceptações demonstram que o representado Érico Laurentino Sobrinho, atual Procurador da Fazenda Municipal, era o gestor ‘de fato’ das contas de campanha da coligação formada pelos partidos MDB, PL, DEM, PRÓS, PDT, PTB, PSC, CIDADANIA e PSB”, relata o MP.

São os seguintes os representados na ação de investigação judicial eleitoral impetrada pelo Ministério Público de Santa Catarina na Justiça Eleitoral de Itajaí e que requer a cassação do mandato do prefeito Volnei Morastoni e do vice-prefeito Marcelo Almir Sodré de Souza:

Érico Laurentino Sobrinho, Celso Nunes Goulart Junior, Márcio José Gonçalves, Osvaldo Dias Silva, Fabio Mélio Tomelin, Débora Dias da Silva Tomelin, Reinaldo de Souza, José Carlos Vicente, Alcides Berkendorf, Ronaldo Berkendorf, Jucemar Limas Teixeira, Eduardo Antônio Sausen, Ugino Nolli Junior, Daniel Carlos Andrade de Araújo e Ubiratan Andrade.