Moacir Pereira

moacir.pereira@ndmais.com.br Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Prefeito Antídio Lunelli: “A classe política perdeu a conexão com o povo”

Líder do MDB celebra os 60 anos da WEG e fala do cenário político

O prefeito de Jaraguá do Sul, Antidio Lunelli, comemorou os 60 anos de fundação da WEG. Destacou a marca da simplicidade e da participação ativa de seus fundadores, e o excepcional legado mantido até hoje. Só em Jaraguá, o grupo tem 14.535 colaboradores. Pré-candidato ao MDB ao governo, Lunelli analisa o cenário catarinense.

Prefeito é pré-candidato ao governo pelo MDB – Foto: DivulgaçãoPrefeito é pré-candidato ao governo pelo MDB – Foto: Divulgação

Por que o senhor quer ser governador de Santa Catarina?Sempre fui inconformado com a lentidão, a ineficiência, e o desperdício do dinheiro público. Na Prefeitura de Jaraguá do Sul implantamos uma série de reformas e uma gestão que deu resultado. Com isso me tornei, em 2020, o primeiro prefeito reeleito da cidade. Fizemos mais de 70% dos votos. Batemos recorde de investimento, desburocratizamos, criamos um ambiente econômico favorável, fizemos o dinheiro render. Nos aproximamos da iniciativa privada e alcançamos a liderança em diversos rankings, inclusive no que mede a qualidade na governança pública. Esses resultados começaram a ser olhados fora do município e há uns dois anos meu nome começou a ser ventilado como possível candidato ao governo do Estado. Minha intenção agora é a mesma. Fazer uma gestão pública eficiente, ética, transparente e mostrar que podemos fazer muito mais e melhor. Com coragem e conhecimento, dá. Estou motivado para isso e esperando o MDB confirmar meu nome.O que faria de diferente em relação aos últimos governantes?Eu não gosto de fazer críticas pessoais, ficar na picuinha. Minha insatisfação é com o modelo adotado há décadas e décadas. E é evidente que a nova política pregada em Santa Catarina não conseguiu atender aos anseios da sociedade por mudança. E na prática, as mesmas pessoas continuaram no poder. Gestão pública precisa ser de resultado, precisa ser feita pensando em longo prazo e não nas urnas. Precisamos ter mais transparência, mais planejamento, prestação de contas e entender que dinheiro público não dá em árvore. Se for candidato a governador, e depois eleito, vou imprimir um ritmo completamente diferente. Pode ter certeza. O poder público não é igual a iniciativa privada, mas isso não é desculpa para a ineficiência.

Por que a classe política está tão desmoralizada?Porque boa parte dos nossos políticos perdeu a conexão com o povo. Ficam pensando apenas em estratégias eleitoreiras. É uma briga sem fim, interesses pessoais colocados acima do coletivo. A corrupção é um grande mal, mas não o único. Temos a ineficiência que corrói o dinheiro público, os apadrinhamentos. Acho que tem muita gente boa que entra na política querendo mudar o sistema e depois acaba se acomodando, sendo engolido. Por isso digo que nunca quero deixar de ser inconformado. Nós precisamos de pessoas que estejam dispostas a fazer o que precisa ser feito. Ou entra governo e sai governo e continuaremos com os velhos problemas. Nossa juventude sem perspectiva, a educação precária, a infraestrutura deficitária, a saúde mal gerida. Acho que cabe a todos que estão na política essa reflexão. Assim como cabe também à sociedade uma participação maior e mais efetiva na política.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...