Prefeito de SP, Bruno Covas, descobre novo tumor no fígado

Metástase não muda prognóstico da doença, afirma o oncologista Tulio Pfiffer, que integra a equipe médica responsável pelo tratamento do prefeito

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, está com um novo tumor no fígado. A descoberta foi anunciada nesta quarta-feira (17), mas não muda o prognóstico da doença, segundo o oncologista Tulio Eduardo Flesch Pfiffer, membro da equipe médica do Hospital Sírio-Libanês que trata o prefeito.

De acordo com o especialista, trata-se de uma metástase que, embora não desejada, ocorre “com uma certa frequência” em casos como o de Covas.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, descobriu um novo tumor no fígado – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil/NDO prefeito de São Paulo, Bruno Covas, descobriu um novo tumor no fígado – Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil/ND

Pfiffer afirmou que a nova lesão não piora o quadro, pois o prefeito já havia tido uma metástase também no fígado que pôde ser eliminada com quimioterapia.

“Em outubro de 2019, quando ele descobriu o câncer, ele já tinha uma metástase no fígado. Ele fez as sessões de quimioterapia e a resposta foi completa e sustentada. O resultado foi muito bom. A descoberta dessa nova lesão não piora o cenário. Esperamos que ocorra o mesmo agora”, explicou Pfiffer.

Ele contou ainda que o tumor recém-descoberto no fígado é “bem menor” do que o detectado no mesmo órgão em 2019.

Novo tratamento

O especialista esclareceu que a única mudança que a equipe foi obrigada a fazer foi a interrupção da imunoterapia para controle das lesões cancerígenas nos linfonodos para início da quimioterapia para combater a lesão no fígado.pl

Bruno Covas terá de fazer mais quatro sessões de 48 horas, com intervalo de duas semanas entre elas. A primeira sessão foi realizada já nesta quarta-feira, e o prefeito deverá permanecer internado até sábado. “Em dois meses faremos novos exames de imagem para ver a condição e definir os próximos passos do tratamento”, explicou o oncologista.

O médico disse ainda que Covas não mudou sua postura ao receber o novo diagnóstico e que a equipe médica pretende manter a autorização para que ele trabalhe entre as sessões de químio. “Ele sempre tem uma cabeça muito boa, uma disposição muito grande, força e determinação. A ideia é que ele mantenha a rotina de trabalho”, finalizou.

+

Política Brasileira