Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Promotoria Eleitoral pede cassação do mandato do prefeito Volnei Morastoni

Ministério Público alega uso de "caixa dois" de 4,5 milhões na campanha de 2020

Morastoni foi reeleito em 2020 – Foto: ArquivoMorastoni foi reeleito em 2020 – Foto: Arquivo

A Promotoria Eleitoral de Itajaí impetrou Ação de Investigação Judicial Eleitoral na 97ª. Zona Eleitoral contra o prefeito Volnei Morastoni (MDB) e outras 16 pessoas, entre servidores e empresários, por abuso do poder econômico e uso de “caixa dois” na campanha eleitoral de 2020.

Os promotores Cristina Balceiro da Motta e Jean Michel Forest pedem a cassação do diploma do prefeito Morastoni, a perda do mandato e a suspensão dos direitos políticos por oito anos, e as mesmas punições ao vice-prefeito Marcelo Almir Sodré de Souza.

Requerem, também, a condenação dos representados “à devolução  da integralidade dos valores arrecadados clandestinamente e depósito na conta única do Tesouro Nacional, além do pagamento de multa de 100% da quantia que ultrapassou o limite do pagamento de publicidade entregue am espécie à empresa D/Araújo”.

Solicita, ainda, a declaração de inelegibilidade de todos os representados para as eleições subsequentes no período de 8 anos.

E, finalmente, a realização de novas eleições para prefeito e vice-prefeito de Itajaí, nos termos do art. 244, páragrafo 4º, inciso II do Código Eleitoral.

Uma das acusações feitas contra o prefeito Volnei Morastoni está relacionada com a arrecadação considerada ilícita, via “caixa dois”, de R$ 4.500.000,00, valores que não entraram na prestação de contas do candidato.

De acordo com o Ministério Público de Santa Catarina, os recursos foram repassados por empresas que prestam serviços à Prefeitura de Itajaí.

O prefeito Volnei Morastoni foi acionado esta manhã pelo celular, mas não atendeu várias chamadas e não deu retorno.