Senado contrata curso de comunicação digital a R$ 3,8 mil a hora-aula

Sócios da empresa contratada chegaram a ter crachás do Senado fornecidos pelo gabinete do presidente da Casa, Davi Alcolumbre

O Senado contratou um curso de “Comunicação Digital” por R$ 3.797,46 a hora-aula. A empresa contratada, sem licitação, é a Vitorino & Mendonça, pertencente aos publicitários Marcelo Vitorino e Natália Mendonça.

O contrato assinado pela diretora-geral da Casa, Ilana Trombka, em 16 de dezembro de 2020, com vigência até 15 de dezembro de 2021, tem um valor global de R$ 150 mil por 39,5 horas-aulas.

Senado contratou curso de comunicação no valor de R$ 3,8 mil a hora-aulaA cúpula menor, voltada para baixo, abriga o Plenário do Senado Federal. A cúpula maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados. – Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil/ND

Vitorino foi responsável pela campanha de Marcelo Crivella que culminou em sua vitória para Prefeitura do Rio de Janeiro, em 2016. Também trabalhou 4 meses na campanha à Presidência da República de Geraldo Alckmin (PSDB-SP), em 2018, até ser substituído pelo publicitário Alexandre Inagaki.

Em julho de 2019, ele trocou a comunicação do pastor da Universal pela perspectiva de trabalhar para o atual presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Embora não apareçam no quadro de funcionários do Senado, os dois publicitários chegaram a ter, em 2017, credenciais do Senado fornecidas pelo gabinete de Alcolumbre.

O contrato do curso foi assinado em 16 de dezembro de 2020 e tem vigência de um ano.

De acordo com o Senado, ainda não houve aulas ou palestras ministradas, apesar de um dos termos que trata do regime de execução prever que a empresa executaria os serviços com inicio em até 30 dias contados a partir da assinatura, ou seja, as aulas teriam que começar no dia 16 de janeiro deste ano.

+

Política Brasileira