VÍDEO: Zé Trovão aparece em Joinville

Caminhoneiro Zé Trovão, um dos líderes da paralisação deste 7 de Setembro, aparece em Joinville gravando um vídeo

Marcos Antônio Pereira Gomes, 33 anos, conhecido como Zé Trovão, apareceu, mas novamente em vídeos. Em um deles, inclusive, sem aparecer data, ele gravou em frente ao 62º Batalhão de Infantaria de Joinville, no Norte de Santa Catarina.

zé trovão em frente ao batalhão, em JoinvilleZé Trovão em frente ao Batalhão, em Joinville – Foto: Reprodução vídeo/Divulgação ND

Neste vídeo, sugeriu ação contínua das manifestações e mostrou uma faixa: “O poder emana do povo”.

“Eu convoco a população para que esteja ao meu lado em Joinville e em todas as cidades do Brasil. Vamos montar acampamento, pelo tempo que for necessário, para que nossas ações sejam entendidas”, disse em trecho do vídeo.

VEJA O VÍDEO:

Zé Trovão grava vídeo em frente ao Batalhão, em Joinville.

O caminhoneiro continua foragido da Justiça, pois há um mandado de prisão em aberto expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Em outro vídeo, este gravado nesta terça-feira, dia 7, Zé Trovão volta a sugerir que a paralisação dos caminhoneiros deve seguir para “salvar o país”, segundo ele.

VEJA VÍDEO GRAVADO NESTE DIA 7 DE SETEMBRO

Gravação nesta terça-feira, dia 7 – Vídeo: Internet/Divulgação ND

“Não vamos mais gastar fichas, não temos mais bala nesse fuzil. É o nosso último tiro para salva a nação brasileira. Não arrede o pé, não saia das manifestações, não saia das paralisações. Continue firme e forte, é o pedido do seu amigo Zé Trovão.”

O caminhoneiro não fala de seu paradeiro e agradece a quem aderiu às manifestações até agora.

Zé Trovão é acusado de incitar atos antidemocráticos, segundo o STF. A prisão foi pedida pela PGR (Procuradoria Geral da República) e decretada pelo ministro do Supremo, Alexandre de Moraes.

Em uma gravação no dia 3 de setembro, Zé Trovão disse que se entregaria neste dia 7 de Setembro.

“Vou me entregar dia 7 de setembro no meio do povo. Não quero que ninguém feche barreira. Pode deixar me prender”, avisou.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Política Brasileira

Loading...