EUA bombardeia instalações de milícias apoiadas na Síria

Pentágono confirmou que ação serviu como retaliação por um ataque que matou um civil e feriu um militar norte-americano em 15 de fevereiro

Um conjunto de instalações na Síria, na região de fronteira com o Iraque, foi bombardeado pelos Estados Unidos nesta sexta-feira (26).

De acordo com o Pentágono, os ataques tinham como alvo locais usados por milícias apoiadas pelo Irã que operam na região. Não há informações sobre feridos ou mortos na ação.

Ação do Pentágono foi a primeira sob a administração do presidente Joe Biden – Foto: Reprodução/YoutubeAção do Pentágono foi a primeira sob a administração do presidente Joe Biden – Foto: Reprodução/Youtube

O porta-voz do Pentágono, John Kirby, disse que o ataque destruiu várias instalações em um ponto de controle de fronteira usado por grupos militantes apoiados pelo Irã.

Essa foi a primeira operação do tipo realizada pelo governo do presidente Joe Biden.

Segundo o Pentágono, a ação serviu como retaliação por um ataque com foguete que matou um civil e feriu um militar norte-americano no dia 15 de fevereiro, no norte do Iraque. “Estamos confiantes de que esse alvo estava sendo usado pelos mesmos militantes xiitas que conduziram os ataques”, disse o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin.

+

Política Internacional