Família ucraniana foge de bombardeio e encontra cachorro esperando na porta quatro meses depois

Dona diz que foi um milagre que animal tenha sobrevivido sem os cuidados da família

Uma família ucraniana que fugiu de mísseis russos conseguiu voltar para casa quatro meses depois da fuga. Ao chegar na residência em Hostomel, a família encontrou o cão de estimação esperando por eles na porta da destruída casa.

Cachorro sobreviveu ao bombardeio e esperou a família na porta da destruída residência – Foto: The Sun/Reprodução/NDCachorro sobreviveu ao bombardeio e esperou a família na porta da destruída residência – Foto: The Sun/Reprodução/ND

A história contada pelo jornal “Sun” explica que Kateruna Tytova, de 35 anos, disse que foi um “milagre” que o animal tenha sobrevivido ao bombardeio e permanecido vivo durante estes meses. Provavelmente, de acordo com a dona, o husky siberiano chamado Belyi tenha procurado comida nos escombros pela cidade.

“Em meio ao horror de ser alvo da Rússia e nossa pressa desesperada para sair, tivemos que tomar a decisão dolorosa de deixar Belyi para trás”, disse Kateryna ao “Sun”.

“É nada menos que um milagre que ele tenha sobrevivido sem nós. Ele estava esperando pacientemente como se tivéssemos saído para fazer compras, em vez de ficar fora por meses depois de correr para salvar as nossas vidas”, acrescentou.

Alegria em meio ao caos

“Chorei ao ver o que resta da nossa cidade agora. Belyi estar vivo parece um presente é algo positivo para se agarrar enquanto tentamos reconstruir nossas vidas despedaçadas”, contou Kateryna.

Imagem rodou o mundo e foi retrato da guerra entre Rússia e Ucrânia – Foto: The Sun/Reprodução/NDImagem rodou o mundo e foi retrato da guerra entre Rússia e Ucrânia – Foto: The Sun/Reprodução/ND

Em março a imagem dela e sua filha de 5 anos, Tajisia, de mãos dadas enquanto se esquivavam de um ataque aéreo russo rodou o mundo. O marido dela, Olexandr de 35 anos, e o filho do casal, Makar, de 10, também fugiram.

A família contou que ficou com amigos no centro-oeste da Ucrânia em Vinnytsia até que fosse seguro retornar depois que a Rússia retirou as tropas de Hostomel.

+

Política Internacional

Loading...