Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC. Integrante da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Milada: as barbáries do nazismo e do comunismo

Filme repercute no Brasil pelas revelações contundentes e pelo realismo histórico

Fazendo sucesso, agora também no Brasil, o filme “Milada”, uma produção de 2017 da República Tcheca, baseada em história real da advogada e ativista dos direitos humanos Milada Horáková.

Presa pelo regime nazista, combateu a ditadura hitlerista na Resistência, e mandada para campo de concentração, onde sofreu torturas. Com o fim da dominação nazista, foi libertada, continuou sua pregação em defesa das mulheres, eleita deputada e teve destacada atuação no Parlamento Tcheco.

Com o golpe comunista de 1958 foi presa e sofreu as mais violentas torturas psicológicas e físicas. Sob pressões e novas ameaças, foi obrigada a assinar confissão de ter conspirado contra a ditadura comunista. Um tribunal ligado ao regime a condenou à morte.

Albert Einstein, Winston Churchill e Eleonor Roosevelt pediram clemência. Os comunistas rejeitaram os mais veementes apelos de todo o mundo.

Milada escreveu várias cartas na prisão à filha única Jana, que foram mantidas sob sigilo do regime comunista durante décadas. ilme imperdível a revelar a barbárie do nazismo e do comunismo.

Cenas de torturas nos dois regimes são chocantes – Foto: ArquivoCenas de torturas nos dois regimes são chocantes – Foto: Arquivo