Temer é convidado por Bolsonaro para chefiar missão de ajuda ao Líbano

Anúncio foi feito pelo presidente durante conferência sobre ajuda humanitária e financeira organizada por Emmanuel Macron

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que o ex-presidente Michel Temer chefiará uma missão de ajuda ao Líbano.  Temer é filho de imigrantes libaneses e foi convidado pela atual gestão para ocupar o cargo.

Bolsonaro durante visita a Santa Catarina, no início de julho – Foto: Isac Nóbrega/PR/Divulgação/ND

O anúncio foi feito durante uma conferência sobre ações humanitárias e de apoio financeiro ao Líbano organizada pelo presidente da França, Emmanuel Macron. A reunião é em resposta à grave crise que afeta o Líbano, aprofundada pela tragédia provocada pela megaexplosão que destruiu a área portuária da capital, Beirute, na terça-feira (4).

Bolsonaro expressou as condolências do governo e do povo brasileiro ao país, lembrando que 10 milhões de libaneses e descendentes vivem no Brasil.

“Tudo que afeta o Líbano, nos afeta como se fosse o nosso próprio lar”, disse.

De acordo com o presidente, o Brasil está provendo ajuda humanitária e enviará nos próximos dias uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira) com medicamentos e insumos de saúde reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil.

Além disso, também serão enviadas 4 mil toneladas de arroz por via marítima para fazer frente à escassez de comida provocada pelos extensos danos ao porto de Beirute e aos silos que armazenavam grãos no local.

O presidente afirmou, ainda, que estão sendo realizadas conversas com o governo libanês para envio de equipe técnica multidisciplinar que ajude na perícia da explosão.

+

Política Internacional