Trump bloqueia mensagem de líderes para Joe Biden

Donald Trump ainda se recusa a reconhecer sua derrota eleitoral e apresentou uma série de demandas para reverter resultados eleitorais

O governo de Donald Trump bloqueou as mensagens que os líderes mundiais estão enviando ao presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden.

Joe Biden foi eleito nos EUA juntamente com sua vice Kamala Harris – Foto: Reprodução Instagram/Divulgação/NDJoe Biden foi eleito nos EUA juntamente com sua vice Kamala Harris – Foto: Reprodução Instagram/Divulgação/ND

A rede de televisão CNN noticiou nesta quarta-feira (11), que o Departamento de Estado se recusa a entregar a Biden e sua equipe, mensagens reunidas de líderes estrangeiros.

Trump ainda se recusa a reconhecer sua derrota eleitoral e apresentou uma série de demandas para reverter os resultados eleitorais.

O Departamento de Estado normalmente organiza comunicações com os presidentes eleitos, mas a administração Trump negou à sua equipe de transição o acesso aos fundos, informações e ligações para iniciar essa tarefa.

Biden, no entanto, manteve conversações com líderes mundiais, como a chanceler alemã Angela Merkel; o presidente francês, Emmanuel Macron; o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e o chefe de governo irlandês, Micheál Martin.

O primeiro líder estrangeiro a falar com Biden para parabenizá-lo por sua vitória, na última segunda-feira (9), foi o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau.

Nesta quarta-feira, Biden falou com os primeiros-ministros do Japão, Yoshihide Suga, da Austrália, Scott Morrison, e com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, informou sua equipe.

O número de países que ainda não reconheceram Biden vem diminuindo, mas inclui como duas principais potências da América Latina – México e Brasil – além da Rússia e China.

Biden fez todas essas ligações sem a ajuda do Departamento de Estado, como é comum em outras transições para o governo dos Estados Unidos.

+

Política Internacional