VÍDEO: Jornalista afegão apresenta telejornal ao lado de talibãs armados com fuzis

Âncora conduziu telejornal 'acompanhado' de pelo menos oito homens com fuzis dentro do estúdio, em imagem gravada no fim de semana

Uma imagem clássica do terror que vive o Afeganistão viralizou nos últimos dias: um grupo de talibãs armados com fuzis vigiavam o âncora de um telejornal, enquanto ele apresentava o programa.

Jornalista afegão apresenta telejornal cercado por homens do Talibã – Foto: Reprodução InternetJornalista afegão apresenta telejornal cercado por homens do Talibã – Foto: Reprodução Internet

Segundo apuração feita pelo portal R7, os militantes do Talibã entraram no estúdio de uma televisão local durante a transmissão do programa jornalístico, ancorado pelo jornalista Mirwais Heidari Haqdoost.

O caso ocorreu no último fim de semana. Cerca de oito homens permaneceram armados dentro do estúdio, vigiando o âncora enquanto ele falava que o grupo “não deveria ser temido após a saída dos EUA”.

Embora tenham viralizado na web, as cenas foram criticadas por jornalistas de diversos países.

O vídeo mostra, em um primeiro momento, dois homens armados atrás do apresentador, que lê o texto pedindo cooperação da população com o novo regime. Logo depois, a imagem mostra mais seis talibãs armados, dentro do estúdio.

Repercussão mundial

A jornalista da BBC, Yalda Hakim, divulgou o vídeo na internet, afirmando se tratar da “cara do debate político na televisão afegã agora, soldados do Talibã vigiando o âncora. O apresentador fala sobre a queda do governo Ghani e diz que o Emirado Islâmico (novo governo do país) diz que o povo afegão não deve ter medo”, afirma Hakim.

Outro jornalista da mesma emissora, Kian Sharifi, divulgou imagem que mostra o âncora, Mirwais Heidari Haqdoost, entrevistando um dos talibãs presentes no estúdio. Os homens armados seriam a escolta do entrevistado.

De acordo com o jornalista britânico, o apresentador passa bem e o programa já teve outra edição, onde se debateu sobre o futuro do
Afeganistão após o fim da intervenção dos EUA, encerrada na última terça (31). Neste programa, não há homens armados.

+

Política Internacional

Loading...