Impeachment: veja quem são os desembargadores que julgarão Moisés

Desembargadores foram sorteados e compõem tribunal misto que julga segundo pedido de impeachment, referente à compra dos respiradores e à contratação do hospital de campanha

Os cinco desembargadores que irão compor o tribunal especial de julgamento do segundo pedido de impeachment contra o governador Carlos Moisés (PSL) foram sorteados nesta segunda-feira (26).

O sorteio ocorreu às 16h, no auditório do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina). A sessão foi presidida pelo desembargador Ricardo Roesler, presidente do TJSC.

Da esquerda para a direita, os desembargadores Rosane Portella Wolff, Luiz Zanelato, Sônia Maria Schmitz, Luiz Antônio Zanini Fornerolli e Roberto Lucas Pacheco – Foto: TJSC/Divulgação/ND

O sorteio ocorreu com um equipamento que lembra um jogo de bingo. Cada magistrado era representado por um número, de um a 90. Ao todo, 80 desembargadores estavam aptos a serem sorteados. Isso porque oito desembargadores estavam afastados e outros dois não podiam participar.

O primeiro desembargador sorteado e que aprovou integrar o Tribunal foi Luiz Zanelato. Também irão compor o Tribunal os desembargadores Sônia Maria Schmitz, Rosane Portella Wolff, Luiz Antônio Zanini Fornerolli e Roberto Lucas Pacheco – conforme ordem de sorteio.

Estes cinco desembargadores se juntarão a outros cinco deputados, cujos nomes serão definidos na tarde desta terça-feira (27). Diferente dos desembargadores, os parlamentares serão escolhidos através de votação entre os 40 deputados.

Entre os desembargadores, foram sorteados e pediram suspensão, por motivos pessoais, Sebastião Evangelista, José Maurício Lisboa, Altamiro de Oliveira, Carlos Adilson Silva e Cid Goulart Júnior.

Segundo impeachment

Lembrando que este pedido refere-se à denúncia de irregularidades na contratação do hospital de campanha, em Itajaí, e na compra dos 200 respiradores pulmonares pelo governo de Santa Catarina. Foram pagos R$ 33 milhões antecipadamente e sem garantia de entrega. O governador nega responsabilidade na compra dos equipamentos.

Moisés foi afastado do cargo por causa do primeiro pedido de impeachment e, nesta terça-feira (27), a vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido), assume interinamente o governo.

Este segundo processo de impeachment segue o mesmo rito do primeiro. Com o tribunal misto formado, a primeira reunião será realizada na próxima sexta-feira (30).

Siga em tempo real

+

Política SC