Altair Magagnin

altair.magagnin@ndmais.com.br Não é só sobre política. É sobre o impacto das decisões públicas na tua vida. Jornalista profissional com experiência multimídia, acompanha os bastidores do poder e traz análises e notícias exclusivas. Siga @altamagagnin nas redes.


Após quase 10 anos, por falta de provas, é arquivada investigação contra deputado de SC

Pesavam contra Jailson Lima (PT) suspeitas de empregar funcionários fantasmas, cobrar “rachadinha” sobre salário dos assessores, além de irregularidades na concessão de diárias da Assembleia

Ao longo de uma década, o Ministério Público de Santa Catarina não conseguiu sustentar as acusações contra um deputado estadual catarinense e decidiu arquivar o inquérito civil público instaurado em 2012.

Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, falando sobre CPI da Casa Rosa - Solon Soares/Divulgação/ND
1 7
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, falando sobre CPI da Casa Rosa - Solon Soares/Divulgação/ND
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, falando sobre CPI da Casa Rosa - Solon Soares/Divulgação/ND
2 7
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, falando sobre CPI da Casa Rosa - Solon Soares/Divulgação/ND
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, discursando em plenário - Mirian Zomer/Divulgação/ND
3 7
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, discursando em plenário - Mirian Zomer/Divulgação/ND
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, discursando em plenário - Juliana Stadnik/Divulgação/ND
4 7
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, discursando em plenário - Juliana Stadnik/Divulgação/ND
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, discursando em plenário - Solon Soares/Divulgação/ND
5 7
Deputado estadual Jailson Lima, em 2014, discursando em plenário - Solon Soares/Divulgação/ND
Jailson Lima, já ex-deputado, participando de reunião da Comissão de Saúde da Assembleia enquanto consultor técnico da Fecam, em 2020 - Solon Soares/Divulgação/ND
6 7
Jailson Lima, já ex-deputado, participando de reunião da Comissão de Saúde da Assembleia enquanto consultor técnico da Fecam, em 2020 - Solon Soares/Divulgação/ND
Jailson Lima, que é médico, participando de reunião da Comissão de Saúde da Assembleia enquanto consultor técnico da Fecam, em 2021 - Solon Soares/Divulgação/ND
7 7
Jailson Lima, que é médico, participando de reunião da Comissão de Saúde da Assembleia enquanto consultor técnico da Fecam, em 2021 - Solon Soares/Divulgação/ND

Contra Jailson Lima (PT), hoje ex-deputado, pesavam as suspeitas de empregar funcionários fantasmas, cobrar “rachadinha” sobre o salário dos assessores, além de irregularidades na concessão de diárias e passagens com dinheiro público da Assembleia Legislativa.

Cabe lembrar que o então deputado estadual Jailson Lima foi o responsável pela instalação da chamada CPI da Casa Rosa, que investigou a compra do terreno e a construção da atual sede do Ministério Público de Santa Catarina, em Florianópolis.

As investigações sobre supostas irregularidades, sempre rebatidas pelo MP-SC, também foram arquivadas no CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público).

Colaborou Lucio Lambranho

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...