Paulo Alceu

pauloalceu@ndtv.com.br Análises qualificadas e comentários assertivos acerca dos assuntos mais relevantes para os catarinenses.


As mortes da boate Kiss não foram completamente punidas.

Depois de nove anos quatro réus são condenados por homicídio simples com dolo eventual num julgamento que durou 10 dias. Sentença que serve de exemplo onde predominou a irresponsabilidade e a ganância quando as portas foram fechadas para que as pessoas pagassem a conta enquanto tentavam escapar da morte. Mas onde está o Corpo de Bombeiros? Não foi ele que concedeu alvará para o funcionamento da boate Kiss? Não deveria também responder por essa tragédia que interrompeu a vida de 242 jovens? Cabe, embasado em lei, ao Corpo de Bombeiros exigir todas as responsabilidades em nome da proteção de pessoas. O alvará permitia o funcionamento onde ficaram visíveis os obstáculos pela falta de segurança, inclusive com extintores que não funcionavam. Fiscalização só funciona quando há interesses? E onde está a Prefeitura de Santa Maria? Todos carregam a morte desses jovens em suas irresponsabilidades funcionais. O Corpo de Bombeiros, que autorizou o funcionamento de uma casa carregada de armadilhas, também deveria estar no banco dos réus. Como também os responsáveis pelo setor de fiscalização da Prefeitura. Que a boate Kiss sirva de exemplo para quem lida com esse segmento onde a prioridade é a vida das pessoas.

Loading...