João Paulo Messer

messer@ndtv.com.br Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Moisés apadrinha pacote de obras de Criciúma com investimento de R$ 400 milhões

Governador Carlos Moisés anima a região com pacote de obras e participa à noite de lançamento de campanha do governo municipal de Criciúma

Desde esta quarta-feira (25) no Sul de Santa Catarina, o governador Carlos Moisés é uma espécie de convidado de honra ou padrinho de um pacote de obras e campanha de divulgação do governo municipal de Criciúma. O ato será realizado à noite no Teatro Municipal Elias Angeloni, reservado a convidados. O mote da campanha é: “O Brasil que dá certo começa aqui”.

Prefeito Clésio Salvaro, de Criciúma, adota campanha que sugere modelo de gestão para o país – Foto: Secom/CriciúmaPrefeito Clésio Salvaro, de Criciúma, adota campanha que sugere modelo de gestão para o país – Foto: Secom/Criciúma

Os investimentos a serem anunciados chegam a R$ 400 milhões e serão aplicados nas áreas de educação, infraestrutura, mobilidade urbana e desenvolvimento econômico da cidade.

O pacote contempla ações e obras que vão até 2024 no município e serão realizadas com recursos próprios e de parcerias estabelecidas com o Governo de Santa Catarina e bancos internacionais.

Deve-se ler neste ato alguns indicativos. O primeiro deles é que o atual prefeito Clésio Salvaro está definitivamente fora da disputa eleitoral de 2024, tese se reforça com a presença de Carlos Moisés, que deve ser candidato à reeleição. Salvaro, se disputasse a eleição, estaria em alguma chapa majoritária.

Outra interpretação é de que o prefeito da principal cidade do Sul pretende construir história que pode ser a sua principal arma para disputar uma eleição majoritária em 2026, dois anos após ter terminado o atual mandato. Neste período ele deve percorrer o Estado para vender a imagem da cidade com ênfase à transformação que hipoteticamente terá feito.

Por fim a interpretação de reciprocidade, pois Clésio Salvaro, com alguns outros prefeitos saiu em defesa do governador quando do segundo processo de impeachment.

Loading...